ENTRETENIMENTO
27/11/2018 07:46 -02 | Atualizado 27/11/2018 07:46 -02

The Walking Dead: Midseason Finale tem mistério, terror e suspense sobre Negan

Principal vilão da série pode retomar protagonismo na segunda metade da 9ª temporada.

Divulgação/AMC
Jesus e Aaron resgatam Eugene e são cercados pelos Sussuradores em midseason finale de TWD.

Atenção: Este texto CONTÉM SPOILERS.

O oitavo episódio da 9ª temporada de The Walking Dead, exibido na noite de domingo (25) no Brasil e que marcou a midseason finale da série de TV, certamente deixou os fãs com um gostinho de "quero mais" e ansiosos para o retorno da atração.

Enquanto o dia 10 de fevereiro de 2019 não chega — a data de retorno do show foi confirmada na manhã desta segunda (26) —, é hora de discutir alguns pontos que ficaram abertos ao fim do oitavo episódio.

Quem não acompanha de perto os quadrinhos que originaram o programa de TV certamente está estranhando o mais recente comportamento apresentado por alguns walkers (zumbis), que têm demonstrado evolução e até "sussurrado" algumas palavras.

Esses "sussurros", na verdade, são a marca registrada da mais nova ameaça à paz que atualmente domina Hilltop, Alexandria e o Reino, principais comunidades do Universo TWD. Os "Sussuradores" não são zumbis, e sim seres humanos que se "vestem" de zumbis para transitar despercebidos entre os mortos-vivos e, desta forma, sobreviverem, além de atacar outros grupos de humanos.

Foi um destes "Sussuradores" que acabou encurtando a participação do personagem Jesus (interpretado por Tom Payne) na trama. Jesus estava liquidando dezenas de zumbis em um cemitério quando, ao tentar desferir um golpe, foi surpreendido por um walker que desviou e o acertou com uma facada.

Divulgação/AMC
Jesus e Aaron formaram casal nos quadrinhos, mas não terão a chance de levar romance às telas.

A morte prematura de Jesus vai contra a extrema importância que o personagem tem no mundo dos HQs. Nos quadrinhos, além de ser um dos líderes de Hilltop, papel que ele começava a assumir após a partida de Maggie (Lauren Cohanx'), Jesus também vivia um romance com Aaron, na TV interpretado por Ross Marquand.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, Payne revelou que sua morte na série foi combinada com os produtores justamente por sua insatisfação em não estar desempenhando um papel tão importante quanto nos HQs.

"Sei que as pessoas podem ficar chateadas, mas eu estou chateado há 2 anos, pois na TV meu personagem não fez todas as coisas legais que ele faz nos quadrinhos", comentou. "Mas me deram um final muito bom, e fiquei satisfeito", completou o ator.

Negan à solta

Divulgação/AMC
Jeffrey Dean Morgan, que interpreta Negan, pode retomar protagonismo na segunda metade da temporada.

Aí vai mais um spoiler para quem não assistiu ainda à midseason finale. Negan (Jeffrey Dean Morgan), que é prisioneiro em Alexandria há aproximadamente 6 anos, contou com o vacilo — ou colaboração? — do padre Gabriel (Seth Gilliam) no episódio final de meio de temporada.

Após mais uma sessão (frustrada) de terapia com o megavilão, o padre sai da área em que está a cela de Negan e esquece de trancar a porta. Esperto como sempre, Negan se aproveita e deixa a prisão, mas a cena não mostra para onde o ex-líder dos Salvadores se dirige.

Se o destino de Negan tomar o mesmo rumo dos quadrinhos, o "ex" vilão fará uma última maldade – mas com boas intenções. Nas revistas, Negan se aproxima de Alpha, líder do grupo Sussuradores — e que na TV será interpretada por Samantha Morton — para, após ganhar sua confiança, matá-la e retornar para Alexandria com a cabeça dela como presente e prova de fidelidade.

Será que essa é uma das muitas emoções que a parte final da 9ª temporada de The Walking Dead tem preparada para os fãs do mundo (ainda) dominado pelos mortos-vivos? A resposta virá em breve, mais precisamente em 10 de fevereiro de 2019.

Assista abaixo à cena mais marcante do midseason finale e comece a contar os dias para o retorno da série que voltou a ser sucesso de audiência em sua 9ª temporada.