POLÍTICA
26/11/2018 14:18 -02 | Atualizado 26/11/2018 14:19 -02

Lula é denunciado por lavagem de dinheiro pela Lava Jato em São Paulo

De acordo com o Ministério Público Federal, o ex-presidente recebeu R$ 1 milhão dissimulados na forma de uma doação ao Instituto Lula.

Segundo o MPF, Lula influiu em decisões da Guiné Equatorial.
SIPA USA/PA Images
Segundo o MPF, Lula influiu em decisões da Guiné Equatorial.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado nesta segunda-feira (26) por crime de lavagem de dinheiro pela força tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo.

"Lula influiu em decisões do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, que resultaram na ampliação dos negócios do grupo brasileiro ARG naquele país africano. Em troca, o ex-presidente recebeu R$ 1 milhão dissimulados na forma de uma doação da empresa ao Instituto Lula", afirmou o Ministério Público Federal em nota.

No entendimento do órgão, a doação na realidade foi um pagamento de vantagem da ARG a Lula por ele ter influenciado o presidente da Guiné Equatorial, o que configura crime de lavagem de dinheiro.

Segundo o comunicado, as provas que comprovariam o crime foram encontradas em e-mails do Instituto Lula apreendidos em busca e apreensão realizada no local em março de 2016 na Operação Aletheia, 24ª fase da Operação Lava Jato de Curitiba.

O inquérito agora será analisado pela 2ª Vara Federal de São Paulo, especializada em crimes financeiros e lavagem de dinheiro, afirmou o MPF em nota.

Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex do Guarujá (SP), crime pelo qual cumpre pena em Curitiba desde abril. Entre outros processos nos quais Lula é réu, o caso do sítio de Atibaia está próximo da sentença.