25/11/2018 00:00 -02 | Atualizado 26/11/2018 20:15 -02

Da queda à reconstrução do lar: A trajetória de Ana Claudia dos Santos

Diarista reconstruiu a vida depois de ter a casa destruída por um desastre. "Eu e minha família passamos por muitas dificuldades juntos, e superamos juntos", conta ao HuffPost Brasil.

Ana Claudia dos Santos é a 263ª entrevistada do "Todo Dia Delas", um projeto editorial do HuffPost Brasil.
Juh Almeida/Especial para o HuffPost Brasil
Ana Claudia dos Santos é a 263ª entrevistada do "Todo Dia Delas", um projeto editorial do HuffPost Brasil.

O riso que Ana Claudia dos Santos cultiva em seus 38 anos de vida denuncia a alegria e a esperança com que a diarista e micro-empreendedora leva a própria vida hoje. Mas o sorriso dela nem sempre foi tão frouxo assim. As coisas nunca foram muito fáceis para ela: o primeiro revés veio quando, aos 16 anos, engravidou da primeira filha. O segundo, quando foi expulsa de casa pelo padrasto. Sem ter onde morar, interrompeu os estudos e foi trabalhar como empregada doméstica em troca de moradia. "Meu sonho era ser advogada. Me tornei diarista porque não tinha onde morar e estava grávida. Não tive oportunidade de estudar", lembra em entrevista ao HuffPost Brasil.

Não perdi minha vida nem minhas filhas, é isso que importa.

Juh Almeida/Especial para o HuffPost Brasil
"Não tive oportunidade de estudar."

Ainda jovem e trabalhando como diarista, Ana Claudia teve outras 2 filhas. Também nesse período, finalmente conseguiu ter sua própria casa -- mesmo que feita com a estrutura de madeira, em uma área de risco da periferia de Salvador (BA). E o terceiro revés chegou. A alegria de ter um lar, ainda que modesto, durou pouco: em 2007, a casa de Ana Cláudia foi completamente destruída por um desmoronamento na região onde morava. "Olhe, eu nem sei te explicar o que eu senti quando vi tudo destruído. Eu voltava do serviço, sentava nos destroços e ficava pensando no que fazer pra não ficar na rua com minhas filhas, e chorava. Não perdi minha vida nem minhas filhas, é isso que importa."

Eu sei que ter moradia digna é um direito meu, mas sou muito grata por isso.

Juh Almeida/Especial para o HuffPost Brasil
Em 2007, a casa de Ana Cláudia foi completamente destruída por um desmoronamento na região onde morava.

Ela se viu sozinha, desabrigada e com suas 3 filhas para criar. Por conta da tragédia, foi contemplada em um projeto de moradia popular no governo da Bahia com uma casa que reside até hoje com sua família que, atualmente, está um pouco maior: Ana casou de novo e teve mais uma filha. Ela se orgulha de nunca ter tido medo de trabalho. Foi babá, empregada doméstica e até ajudante de pedreiro. É prova viva de que força de vontade não resolve nada se não houver oportunidade.

Eu tenho muito orgulho de ter ensinado minhas filhas a serem dignas e corretas.

Juh Almeida/Especial para o HuffPost Brasil
Ana Claudia é prova viva de que força de vontade não resolve nada se não houver oportunidade.

Além do apartamento, o programa do governo ofereceu à diarista também um curso de camareira, que lhe garantiu um emprego digno e direitos trabalhistas respeitados, mas que ainda não chega a muitas outras Anas. O sentimento de uma ex-desabrigada, conta Ana, é de um desespero permanente: "Principalmente por causa dos filhos, a gente fica pensando que precisa dar um lar a eles, um lar seguro. Depois que eu consegui isso, eu pude ter mais tranquilidade pra botar minha cabeça no travesseiro".

Ana Claudia transformou em muito o mínimo que a vida lhe proporcionou, continua trabalhando duro. Durante a semana, é diarista; aos finais de semana serve comida baiana e feijoada na praia de Itapuã, uma das mais famosas de Salvador. "Eu tenho muito orgulho de ter ensinado minhas filhas a serem dignas e corretas", finaliza. O Brasil é feito de Anas como ela. Ainda bem.

Ficha Técnica #TodoDiaDelas

Texto: Nathali Macedo

Imagem: Juh Almeida

Edição: Andréa Martinelli

Figurino: C&A

Realização: RYOT Studio Brasil e CUBOCC

O HuffPost Brasil lançou o projeto Todo Dia Delas para celebrar 365 mulheres durante o ano todo. Se você quiser compartilhar sua história com a gente, envie um e-mail para editor@huffpostbrasil.com com assunto "Todo Dia Delas" ou fale por inbox na nossa página no Facebook.

Todo Dia Delas: Uma parceria C&A, Oath Brasil, HuffPost Brasil, Elemidia e CUBOCC.