POLÍTICA
21/11/2018 17:08 -02 | Atualizado 21/11/2018 17:19 -02

O gabinete de Bolsonaro: Conheça todos os nomes já anunciados

Nesta quarta-feira, foram divulgados os nomes de Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) e de André Mendonça (AGU).

Confira os nomes que já foram anunciados para comandar ministérios no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro:

Divulgação AGU
André Luiz de Almeida Mendonça, que vai assumir a Advocacia-Geral da União

Advocacia-geral da União

André Luiz de Almeida Mendonça, 45 anos - Bolsonaro confirmou o nome de Almeida Mendonça para substituir a atual ministra Grace Mendonça, mas não decidiu se o escolhido terá status de ministro de Estado. Advogado da União desde fevereiro de 2000, Almeida Mendonça ocupa desde 2016 o cargo de assessor especial do ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União.

Adriano Machado / Reuters
Tereza Cristina, futura ministra da Agricultura

Agricultura

Tereza Cristina, 64 anos - deputada federal reeleita do DEM-MS e coordenadora da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). É a única mulher anunciada para o ministeriado até o momento.

Banco Central

Roberto Campos Neto, 49 anos - Atual diretor e responsável pela Tesouraria no Santander Brasil, Campos Neto chefiará o Banco Central. Tem mestrado em Economia com especialização em Finanças na Universidade da Califórnia, além de mestrado em Matemática Aplicada pelo Instituto de Tecnologia da Califórnia.

Adriano Machado / Reuters
O deputado Onyx Lorenzoni (DEM), que assumirá a Casa Civil

Casa Civil

Onyx Lorenzoni, 64 anos - deputado federal reeleito pelo DEM-RS para a Casa Civil. Foi anunciado por Bolsonaro antes mesmo do segundo turno das eleições. Ele foi nomeado também ministro extraordinário pelo presidente Michel Temer para coordenar a equipe de transição do presidente eleito.

José Cruz/Agência Brasil
O astronauta Marcos Pontes, futuro ministro de Ciência e Tecnologia.

Ciência e Tecnologia

Marcos Pontes, 55 anos - primeiro brasileiro a viajar para o espaço, o tenente-coronel da Aeronáutica será o ministro da Ciência e Tecnologia de Bolsonaro.

HuffPost Brasil
Wagner de Campos Rosário, que assumirá a Controladoria-Geral da União

Controladoria-geral da União

Wagner Rosário, 43 anos - Rosário é, até o momento, o único ministro do governo Temer que será mantido por Bolsonaro. O ministro, que ocupa o cargo desde junho deste ano, é auditor fiscal e funcionário de carreira da CGU, mas é formado pela Academia Militar das Agulhas Negras e foi oficial do Exército

Adriano Machado / Reuters
General Fernando Azevedo e Silva, futuro ministro das Defesa.

Defesa

Fernando Azevedo e Silva, 64 anos - o nome do general da reserva do Exército, Fernando Azevedo e Silva, que acumula um extenso currículo dentro das Forças Armadas, foi anunciado nesta terça-feira por Bolsonaro para ministro da Defesa.

Sergio Moraes / Reuters
Economista Paulo Guedes, que chefiará a superpasta da Economia

Economia

Paulo Guedes, 69 anos - conhecido durante a campanha como guru econômico de Bolsonaro, o economista chefiará o superministério da Economia, que englobará as pastas da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio. Segundo o presidente eleito, ele terá carta branca para promover sua agenda.

Adriano Machado / Reuters
General Augusto Heleno, que ficará com o GSI.

Gabinete de Segurança Institucional (GSI)

Augusto Heleno, 71 anos - o general da reserva do Exército, inicialmente escolhido para o Ministério da Defesa, comandará o Gabinete da Segurança Institucional. Quando estava na ativa, Heleno comandou as forças de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti e o Comando Militar da Amazônia.

Adriano Machado / Reuters
O juiz Sérgio Moro é o próximo ministro da Justiça.

Justiça e Segurança Pública

Sérgio Moro, 46 anos - o juiz federal, responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância em Curitiba, deixará a magistratura para estar à frente do Ministério da Justiça, que incorporará o recém-criado Ministério da Segurança Pública, no governo Bolsonaro. O presidente eleito afirmou que ele também terá o caminho livre para pautar sua agenda de combate à corrupção e ao crime organizado.

HuffPost Brasil
Embaixador Ernesto Araújo, futuro chanceler de Bolsonaro.

Relações Exteriores

Ernesto Araújo, 51 anos - Admirador de Trump, o embaixador Ernesto Araújo foi anunciado por Bolsonaro para o Itamaraty com a missão de fazer comércio sem "viés ideológico". Atual diretor do Departamento de EUA, Canadá e Assuntos Internacionais do Itamaraty, ele foi recentemente promovido a embaixador e nunca chefiou uma embaixada brasileira no exterior.

Valter Campanato/Agência Brasil
Luiz Henrique Mandetta, futuro ministro da Saúde.

Saúde

Luiz Henrique Mandetta, 53 anos - Deputado federal (DEM-MS), Mandetta faz parte da Frente Parlamentar da Saúde e é ortopedista, já tendo ocupado a secretaria da Saúde de Campo Grande. É o terceiro ministro do DEM e está sendo investigado por fraude em licitação, tráfico de influência e caixa dois durante sua gestão em Campo Grande. Não tentou reeleger-se deputado na eleição deste ano.

Sergio Moraes / Reuters
Gustavo Bebianno, que ficará com a Secretaria-Geral da Presidência.

Secretaria-geral da Presidência

Gustavo Bebianno, 54 anos - O ex-presidente do PSL chefiará a Secretaria-Geral da Presidência. Advogado, foi um dos braços-direitos de Bolsonaro durante a campanha eleitoral.