NOTÍCIAS
19/11/2018 09:25 -02 | Atualizado 19/11/2018 09:33 -02

Roberto Castello Branco será presidente da Petrobras no governo Bolsonaro

Presidente eleito aceitou recomendação do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

Reprodução/Youtube
Atualmente, Castello Branco é diretor no Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O economista Roberto Castello Branco será presidente da Petrobras no governo de Jair Bolsonaro. A informação foi confirmada pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta segunda-feira (19).

Em nota, Guedes afirmou que o presidente eleito aceitou sua recomendação para o cargo e que Castello Branco aceitou o convite.

O economista têm pós-doutorado pela Universidade de Chicago, ocupou cargos de direção no Banco Central e na mineradora Vale, fez parte do Conselho de Administração da Petrobras, entre 2015 e 2016, durante o governo Dilma Rousseff. Ele também desenvolveu projetos de pesquisa na área de petróleo e gás.

Atualmente, Castello Branco é diretor no Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Parte da equipe de transição, o economista também esteve presente na campanha eleitoral. Castello Branco é amigo de Guedes desde a década de 1980 e presidiu o Ibmec, rede ensino fundada pelo futuro ministro.

O atual presidente da estatal, Ivan Monteiro, permanece no comando até a nomeação de seu substituto. Ele assumiu a Petrobras em junho, após a saída de Pedro Parente, motivada pela greve dos caminhoneiros, que questionou a política de reajuste dos preços dos combustíveis.

Na equipe econômica, outros nomes confirmados foram Roberto Campos Neto para comandar o Banco Central e Joaquim Levy para a presidência do BNDES.