NOTÍCIAS
15/11/2018 16:25 -02 | Atualizado 15/11/2018 16:31 -02

Paulo Guedes confirma indicação de diretor do Santander na presidência do BC

Roberto Campos Neto trabalha no banco privado há 18 anos.

Adriano Machado / Reuters
O prédio do Banco Central, em Brasília.

O economista Roberto Campos Neto será o novo presidente do Banco Central e vai substituir Ilan Goldfajn. O nome do banqueiro foi confirmado nesta quinta-feira (15) pelo Ministro da Economia, Paulo Guedes. Campos Neto ainda precisará passar por sabatina e aprovação no Senado antes de assumir a presidência.

Além dele, outro nome vai ser agregado a equipe econômica do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O economista Mansueto Almeida vai permanecer como Secretário do Tesouro Nacional, cargo que ocupa desde abril de 2018.

De acordo com a Folha, a opção por Campos Neto foi decidida após Goldfajn confirmar que deixará o Banco Central até o final do ano. Ele era a principal aposta da equipe econômica de Bolsonaro.

Diretor do Santander há 18 anos, Roberto Campos Neto é pós-graduado em economia pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA). Já Almeida fez carreira no setor público: trabalhou no IPEA e ocupou cargos nos últimos governos no Ministério da Fazenda.