NOTÍCIAS
13/11/2018 04:00 -02

O que falta para o Palmeiras ser campeão brasileiro em 2018?

Matemática aponta 92% de chances e título do Verdão pode vir em duas rodadas.

Paulo Whitaker / Reuters
Palmeiras pode comemorar título brasileiro dentro de duas rodadas.

O torcedor do Palmeiras está rindo à toa, despreocupado, relaxado. E não é para menos. A cinco rodadas do término do Campeonato Brasileiro de 2018, a "torcida que canta e vibra", como diz parte do hino alviverde, está mais próxima do que nunca da vitória.

Líder isolado da competição nacional com 67 pontos ganhos em 33 rodadas, 5 à frente do Internacional e 7 distante do Flamengo, o Palmeiras só não fechará o ano com mais um título nacional se o "Imponderável de Almeida" - figura criada pelo jornalista Nelson Rodrigues na década de 1960 para ilustrar algo inimaginável no futebol - entrar em campo.

Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, referência no mundo esportivo por fazer projeções e prognósticos sobre as chances das equipes nos principais campeonatos de futebol do País, falta muito pouco para a taça ser alviverde.

O matemático gaúcho aponta que ainda há quatro times na briga pelo título nacional, mas reforça a já citada "tese" de Nelson Rodrigues, pois dá ao Palmeiras um percentual de 92% de chances de conquistar o Brasileirão.

O Internacional, vice-líder, que no fim de semana apenas empatou com o Ceará, tem, segundo Tristão Garcia, 5% de possibilidades de estragar a festa palmeirense, enquanto o Flamengo mantém o famoso "cheirinho" vivo por reunir 2% de possibilidades. O matemático ainda coloca outra equipe na briga – o Grêmio -, mas com percentual quase nulo, de apenas 1%.

Mas o que falta para o Palmeiras ser campeão brasileiro em 2018 e não desmentir a matemática? Na prática, faltam duas vitórias. Caso vença Fluminense e Paraná nas duas próximas rodadas, e conte com derrotas de Flamengo e Internacional em seus próximos compromissos, o Verdão erguerá a taça de forma antecipada, pois abrirá 11 pontos de vantagem para o time gaúcho e 13 para o rubro-negro carioca restando somente 9 para serem disputados.

Felipão breca euforia

JUAN MABROMATA via Getty Images
Felipão não quer comemorar conquista antes da hora.

Apesar de todo o cenário ser altamente positivo e se encaminhar para um desfecho feliz para o torcedor palmeirense, o experiente técnico Luiz Felipe Scolari, que completou 70 anos na última sexta-feira (9), não quer saber de comemorar antes do tempo.

"Nós ainda não ganhamos. Temos que ter a cabeça no lugar. São cinco pontos de diferença e em um jogo apenas pode diminuir para dois. Temos que manter o foco e os jogadores equilibrados, pensando no Fluminense, que é o próximo jogo", declarou, na coletiva após o empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, que deixou o Palmeiras muito mais próximo da conquista.

Felipão admitiu, no entanto, que espera fechar o ano campeão para pagar o que, segundo suas próprias palavras, "deve" ao Palmeiras após fracassar na tentativa de chegar aos títulos da Copa do Brasil e da Libertadores – foi eliminado na semifinal nas duas competições.

"Eu não esperava essa situação no Campeonato Brasileiro. Esperava passar na Libertadores e esperava passar na Copa do Brasil, mas não passei. Portanto, eu estou devendo ao Palmeiras alguma coisa. Tomara que eu consiga retribuir nesse final de ano aí com o Campeonato Brasileiro".

Tabela na reta final também ajuda

Sergio Moraes / Reuters
Fluminense, próximo rival, foi o último time a vencer o Palmeiras.

Se algum torcedor do Palmeiras compactua do pensamento de Felipão e também ainda está receoso com a possibilidade de perder o título para Internacional ou Flamengo, talvez mude de ideia ao ver os jogos que faltam para encerrar a competição.

Não bastasse a larga vantagem sobre os principais perseguidores e a chance real de conquistar a taça nas próximas duas rodadas, o Palmeiras ainda tem pela frente uma tabela considerada mais tranquila que a dos rivais na reta final do Campeonato Brasileiro.

Na quarta-feira (14), o desafio será em casa contra o Fluminense, atualmente na 10ª posição e distante da briga pela última vaga na Libertadores. O jogo será as 21h45, no Alllianz Parque. O maior perigo para o Verdão nesse duelo é o retrospecto recente.

Invicto há 18 jogos no torneio, o Palmeiras perdeu pela última vez justamente para o Fluminense. Se empatar ou vencer o time carioca no meio de semana, completará um turno inteiro sem ser derrotado, fato bastante difícil de acontecer no Brasileirão.

Na próxima rodada, a missão do Internacional também não é das mais complicadas, já que terá pela frente o América-MG, que luta contra o rebaixamento. O Flamengo, por sua vez, receberá o Santos, que briga por Libertadores, no Maracanã, em duelo que promete muito equilíbrio.

A rodada 35 da competição pode sacramentar a conquista. O Palmeiras encara o já rebaixado Paraná em Londrina, reduto de torcedores alviverdes, enquanto vai ao Recife duelar com o Sport e o Internacional visita o Botafogo no Rio de Janeiro.

Na 36ª, novamente o único com compromisso mais tranquilo será o Palmeiras, que já pode até ter sacramentado o título. O Verdão receberá o América-MG, no Allianz, enquanto o Inter terá o Atlético Mineiro pela frente e o Flamengo jogará contra o Grêmio.

A penúltima chance de levantar a taça – se ela ainda não tiver chegado ao clube – será contra um rival que também ainda luta contra o rebaixamento: O Vasco, em jogo disputado em São Januário.

Nessa rodada, o Internacional receberá o Fluminense, no Beira-Rio, e o Flamengo viajará a Belo Horizonte para jogar contra o Cruzeiro.

O campeonato se encerra no dia 2 de dezembro com o Internacional visitando o rebaixado Paraná, o Flamengo duelando contra o Atlético-PR, que briga por Libertadores, e o Palmeiras, virtual campeão, recebendo o Vitória, quase rebaixado, no Allianz.

Confira abaixo os compromissos restantes dos postulantes ao título e prepare sua festa, torcedor do Palmeiras, pois o ano tem tudo para acabar com mais uma taça para a coleção.

Jogos que faltam

Palmeiras – contra Fluminense (casa), Paraná (fora), América-MG (casa), Vasco (fora) e Vitória (casa)

Internacional – contra América-MG (casa), Botafogo (fora), Atlético-MG (casa), Flumiense (casa), Paraná (fora)

Flamengo – contra Santos (casa), Sport (fora), Grêmio (casa), Cruzeiro (fora), Atlético-PR (casa)