ENTRETENIMENTO
05/11/2018 14:56 -02 | Atualizado 05/11/2018 16:02 -02

Gloria Maria relembra entrevista (e gafe) com Freddie Mercury em 1985

Encontro com o vocalista do Queen foi ao ar no Fantástico durante o primeiro Rock in Rio.

Gloria Maria sobre gafe: "Só esqueci de combinar que iria perguntar em português também".
Reprodução/Instagram
Gloria Maria sobre gafe: "Só esqueci de combinar que iria perguntar em português também".

Em meio ao burburinho em torno de Bohemian Rhapsody, cinebiografia que celebra a história da banda Queen e do vocalista Freddie Mercury, Gloria Maria resolveu relembrar em seu perfil no Instagram os bastidores da famosa entrevista que fez com o astro do rock em 1985.

O vídeo desse encontro, que foi ao ar no Fantástico, da Globo, acumula mais de 4 milhões de visualizações no YouTube.

No trecho compartilhado, a jornalista faz uma pergunta em inglês para Freddie sobre o sucesso I Want To Break Free e recebe a resposta do astro. Na sequência, Gloria faz o mesmo questionamento em português, ouvindo então uma resposta pouco amistosa do cantor.

Assista no player abaixo:

Na legenda do vídeo, a jornalista explicou o porquê da confusão durante a conversa. "Não falava inglês. Mas conseguimos conversar (...) Só esqueci de combinar que iria perguntar em português também."

"Estava começando. Família pobre raramente aprende línguas. E nos tornamos parceiros de alma. Ele é uma luz", ela explicou em um segundo post no Instagram.

Fã confessa do artista britânico, Gloria Maria assistiu à Bohemian Rhapsody na première especial realizada no Allianz Parque, em São Paulo.

Em entrevista ao site Glamourama, ela elogiou a produção, mas criticou a caracterização do ator Rami Malek como Freddie Mercury.

"Ficou meio over. Eu conheci Freddie, entrevistei ele e tudo mais, ele era meio dentuço, mas não da forma como o filme retrata, com os dentes tão pra fora, aquela coisa protuberante. Acho que o resultado ficou meio estranho, caricato."

Bohemian Rhapsody está em cartaz em cinemas de todo Brasil. Leia aqui a crítica do HuffPost Brasil.