POLÍTICA
30/10/2018 16:22 -03 | Atualizado 30/10/2018 16:27 -03

Moro responde a convite de Bolsonaro: 'Será objeto de reflexão'

Presidente eleito disse que pretende convidar juiz para o Ministério da Justiça ou para o STF

Rodolfo Buhrer / Reuters

O juiz federal Sergio Moro disse, nesta terça-feira (30), que um eventual convite do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para assumir o Ministério da Justiça ou integrar o STF (Supremo Tribunal Federal) será objeto de "reflexão".

"Caso efetivado oportunamente o convite, será objeto de ponderada discussão e reflexão", afirmou o juiz em nota oficial, na qual também se disse "honrado" com a lembrança.

Em entrevista à TV Record na última segunda (29), Bolsonaro disse que deve convidar o juiz, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância --e pela condenação do ex-presidente Lula (PT)--, para o Ministério da Justiça.

"Pretendo conversar com ele, saber se ele tem interesse. Se houver interesse da parte dele, com toda a certeza será uma pessoa de extrema importância em um governo como o nosso", disse Bolsonaro em sua primeira entrevista.

Leia a nota completa de Sergio Moro:

Sobre a menção pública pelo Sr. Presidente eleito ao meu nome para compor o Supremo Tribunal Federal quando houver vaga ou para ser indicado para Ministro da Justiça em sua gestão, apenas tenho a dizer publicamente que fico honrado com a lembrança. Caso efetivado oportunamente o convite, será objeto de ponderada discussão e reflexão.

Curitiba, 30 de outubro de 2018.

Sergio Fernando Moro, Juiz Federal

De acordo com Bolsonaro, Moro é um homem com "passado exemplar".

"Sergio Moro perdeu a sua liberdade com o combate à corrupção. Tem que ter seu trabalho reconhecido."

À Record, o presidente eleito disse que já estão confirmados para integrar seu governo os nomes de Onyx Lorenzoni (Casa Civil), general Augusto Heleno (Defesa) e Paulo Guedes (Economia). "Também está quase confirmado o coronel da Aeronáutica Marcos Pontes [o astronauta, para o Ministério da Ciência]", disse.