POLÍTICA
28/10/2018 17:40 -03 | Atualizado 28/10/2018 21:10 -03

Ibaneis Rocha (MDB) vence eleição para governo do Distrito Federal

Candidato injetou mais de R$ 3 milhões para bater Rodrigo Rollemberg (PSB) no 2º turno.

Reprodução/Twitter
Ibaneis Rocha foi eleito governador do DF neste domingo.

Ibaneis Rocha é o novo governador doDistrito Federal. Com 100% das urnas apuradas, o candidato do MDB teve 69,79% dos votos contra 30,21% do atual governador, Rodrigo Rollemberg (PSB).

Ibaneis é uma das grandes surpresas das eleições 2018, não apenas pelos números expressivos conquistados neste domingo (28), mas por sua rápida ascensão até a vitória.

O emedebista começou a campanha, em agosto, com apenas 2% de intenções de votos segundo os principais institutos de pesquisa do País, atrás de Rollemberg e de outros 6 candidatos.

Segundo números do Ibope divulgados no fim de agosto, Ibaneis estava na oitava colocação na corrida pelo governo. A líder era Eliana Pedrosa (Pros), com 14%, seguida por Rodrigo Rollemberg (12%), Alberto Fraga (DEM), Rogério Rosso (PSD), General Paulo Chagas (PRP), Miragaya (PT) e Fátima Souza (Psol), com quem estava tecnicamente empatado.

O cenário começou a mudar somente na última semana de setembro às vésperas do primeiro turno, quando Ibaneis subiu 14 pontos percentuais nas pesquisas e ultrapassou Eliana Pedrosa, que seguia como favorita para chegar ao segundo turno como a mais votada.

Bancou a própria campanha

O segredo para a surpreendente ascensão de Ibaneis em tão pouco tempo é motivo de especulações.

O que é de domínio público é que o candidato do MDB retirou uma parte de sua fortuna – cerca de R$ 3,5 milhões – para investir na própria campanha e prometeu bancar, do próprio bolso, a reconstrução de casas demolidas pelo governo anterior. Seu patrimônio declarado é de R$ 94 milhões.

Em entrevista para a Folha de São Paulo no último dia 22 de outubro, seis dias antes do 2º turno das eleições, ele confirmou a proposta, mas negou que a estratégia possa ser caracterizada como "compra de votos".

"Eu não perguntei se o eleitor votaria em mim e ele não se comprometeu comigo. É como o Rollemberg ter chegado aos professores e prometido reajuste salarial", disse.

Sobre o alto valor investido até a vitória no pleito deste domingo, o emedebista admitiu se tratar de uma disparidade em relação a alguns candidatos, mas colocou a culpa no atual sistema eleitoral.

"Realmente, ficou uma disparidade, mas uma disparidade que está dentro da lei. Eles me permitiram fazer esse aporte, eu fiz, tenho condição de fazer. Espero que a legislação mude. Acho que tem propostas de financiamento melhores."

Ibaneis afirmou ainda que, apesar de ser do MDB, partido do ex-presidente Michel Temer, não é um seguidor das ideologias que fundamentam a legenda – tanto que chegou a procurar o PDT, de Ciro Gomes, antes de se filiar à chapa atual.

Segundo sua assessoria, o governador eleito telefonou para o presidente Michel Temer, que o parabenizou pela expressiva vitória no DF neste domingo.