NOTÍCIAS
27/10/2018 11:44 -03 | Atualizado 27/10/2018 14:23 -03

Ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa declara voto em Haddad

Barbosa diz que escolha por petista se deu porque Bolsonaro lhe "inspira medo"; candidato do PSL responde.

Ueslei Marcelino / Reuters
Pelo Twitter, Joaquim Barbosa anunciou apoio ao petista Fernando Haddad na corrida pela presidência.

Relator do processo do mensalão, primeiro grande escândalo nacional de corrupção ligado do PT, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federall (STF), Joaquim Barbosa, declarou, na manhã deste sábado (27), voto no candidato à presidência Fernando Haddad.

Dede que confirmou presença no segundo turno da eleição para Presidente, o candidato do PT vinha tentando o apoio de Barbosa, o primeiro negro a ocupar um assento no plenário do STF e nome forte entre os cotados para disputar as eleições de 2018.

Em sua conta no Twitter, Barbosa justificou sua escolha por Haddad por ter "medo" de Jair Bolsonaro (sem citar o nome do candidato do PSL).

Também pelo Twitter, Bolsonaro respondeu a declaração de Barbosa publicando um vídeo em que o ex-ministro do STF afirma que o candidato do PSL, na época no PTB, foi o único parlamentar que votou contra a indicação da liderança de seu partido, sem se cooptar pelo esquema do mensalão do PT.