POLÍTICA
27/10/2018 21:36 -03 | Atualizado 27/10/2018 21:37 -03

Haddad: A violência aumentou muito no Brasil só por discurso de Bolsonaro

Em sua última live antes do 2º turno, Fernando Haddad diz que, se for eleito, será a vitória da paz, democracia e educação.

Amanda Perobelli / Reuters
Fernando Haddad participa de marcha pela paz em Heliópolis, em São Paulo.

Em sua última live antes do segundo turno, Fernando Haddad(PT) respondeu às perguntas de eleitores e artistas, ao lado da esposa, Ana Estela. Confiante na virada, o petista pediu para os brasileiros deixarem o ódio de lado. "Urna é lugar de depositar esperança", ressaltou.

Haddad referiu-se a seu adversário que lidera as pesquisas, Jair Bolsonaro (PSL), como o candidato do ódio e da violência. "A pessoa que está ouvindo o que Bolsonaro diz começa a assimilar valores que não são dela, começa a se sentir autorizada a agredir", afirmou.

Ele tomou como exemplo possíveis agressões homofóbicas após comentários do deputado federal — "se a pessoa LGBT apanhar, resolve" — e o assassinato do mestre de capoeira Moa do Katendê, em Salvador.

"Estive com a família do Moa em Salvador; a dor da perda é uma coisa que não tem volta... Foi um cara que se sentiu autorizado a eliminar o opositor", opinou o ex-prefeito de São Paulo, referindo-se à motivação política do crime. Moa foi assassinado por apoiador de Bolsonaro após desentendimento no dia do 1º turno.

"A lógica de Bolsonaro é tratar o adversário como inimigo a ser eliminado", argumenta Haddad. "A violência aumentou muito no Brasil só em função do discurso dele."

Haddad afirma que tem recebido apoio não apenas da militância partidária, mas da "militância cidadã". E afirma que, se for eleito, vai ter "muita humildade" para recompor pacto democrático "em torno de certos valores e certos princípios".

"Vou ter que fazer muitos gestos, dar exemplos de vida. Fazer muitos acenos para conseguir um governo representativo", prometeu. "Se eu ganhar a eleição, é porque o povo pediu paz, democracia, educação e oportunidade — sobretudo de trabalho."