ENTRETENIMENTO
26/10/2018 05:14 -03 | Atualizado 26/10/2018 20:34 -03

5 filmes de direita e 5 filmes de esquerda para entender política no cinema

Uma lista para transformar os embates políticos do WhatsApp em algo mais divertido.

Você não fazia ideia que estes filmes eram de direita ou de esquerda.
Montagem/Divulgação
Você não fazia ideia que estes filmes eram de direita ou de esquerda.

Boa parte da plateia do show que o ex-Pink Floyd Roger Waters fez em São Paulo se surpreendeu quando, durante a apresentação, o nome de Jair Bolsonaro aparecia no telão em uma lista de políticos e autoridades classificadas como fascistas. Muita gente que lotava o Allianz Parque, na capital paulista, chegou até a vaiar seu ídolo.

Segundo o filósofo grego Aristóteles, política é tudo o que se relaciona à busca de ações para o bem-estar tanto do indivíduo quanto do coletivo. Ou seja, ela está presente no nosso dia a dia. Não temos como fugir dela. Assim como a arte, uma das principais formas de expressão do ser humano.

Como acontece com a música, o cinema dá sempre o seu recado. Mais ou menos engajado e pendendo para um lado ou para outro, filmes criticam, enaltecem e tomam partido, mesmo das formas mais sutis possíveis. Alguns não fazem a mínima questão de esconder suas posições políticas, virando até peças de propaganda, como o soviético O Encouraçado Potemkin, de Serguei Eisenstein ou alemão O Triunfo da Vontade, de Leni Riefenstahl. Mas a maioria das produções deixa suas opiniões nas entrelinhas.

Sabia que aquela aventura teen inocente que você tanto ama tem um viés conservador? Ou que aquele filme de zumbis bem gosmento e divertido é uma crítica ao capitalismo?

Veja aqui uma lista com 5 filmes de direita e 5 de esquerda para transformar os embates políticos daquele grupo de WhatsApp da sua família em algo mais divertido:

Filmes de Direita

Forrest Gump

Divulgação
Tom Hanks em cena do filme Forrest Gump

Sinopse: Forrest Gump (Tom Hanks), um rapaz com QI abaixo da média, sai de casa para viver a vida. Meio sem querer, ele acaba participando de eventos cruciais da História dos Estados Unidos, mas sem nunca esquecer seu grande amor de infância, a bela Jenny (Robin Wright).

Onde ver: Netflix e Telecine Play

Por que é de direita? Já percebeu que o ingênuo Forrest, mesmo com sua limitação intelectual, sempre encontra o sucesso seguindo o caminho conservador (fortes valores familiares e patriotismo)? E notou que sua amada Jenny, uma inconformista que se envolve com a contracultura dos anos 1960 e 1970, só se dá mal? Na trama ela é até punida por seu estilo de vida, morrendo por conta da aids.

À Procura da Felicidade

Divulgação
Will Smith e seu filho Jaden em cena do filme À Procura da Felicidade

Sinopse: Abandonado pela esposa com um filho de 5 anos para criar, Chris Gardner (Will Smith) procura um emprego melhor. Ele consegue uma vaga de estagiário numa importante corretora de ações, mas não recebe salário. Sua esperança é que, ao fim do período de estágio, seja contratado. Porém, sem dinheiro, ele e seu filho são despejados e passam a dormir em abrigos, estações de trem e onde quer que consigam um refúgio.

Onde ver: Amazon Prime Video e Looke

Por que é de direita? Caso clássico da glorificação do conceito do self-made man, o homem que alcança o sucesso (no caso financeiro/status social) por seus próprios méritos. Chris Gardner chega a se submeter a um trabalho praticamente escravo e come o pão que o diabo amassou sem nunca criticar o sistema, acreditando piamente que seus sacrifícios serão recompensados por esforço pessoal.

De Volta Para o Futuro

Divulgação
Christopher Lloyd e Michael J Fox em cena do filme De Volta Para o Futuro

Sinopse: Ao fugir de um bando de terroristas, o jovem Marty Mcfly aciona, acidentalmente, uma máquina do tempo construída por seu amigo e cientista Dr. Emmett Brown (Christopher Lloyd), retornando aos anos 1950. Lá, ele conhece sua mãe, Lorraine Baines (Lea Thompson) ainda jovem, bem antes de se casar com seu pai, George McFly (Crispin Glover). O problema é que Lorraine se apaixona pelo próprio filho, pondo em risco a existência de Marty e sua família.

Onde ver: Amazon Prime Video e Telecine Play

Por que é de direita? A nostalgia de tempos em que valores morais eram mais fortes é algo bem comum no discurso da direita. Nos Estados Unidos, nenhuma década incorpora esse papel tão bem como a de 1950, quando donas de casas bem vestidas e maquiadas cuidavam da casa enquanto seus maridos proviam o lar vestidos com elegantes ternos bem cortados. Ao viver suas aventuras naquela década, Marty passa a dar mais importância para a família e seus valores.

O Cavaleiro das Trevas

Divulgação
Christian Bale em cena do filme O Cavaleiro das Trevas

Sinopse: Já conhecido e temido pela bandidagem de Gotham City, Batman (Christian Bale) agora tem de enfrentar sua maior desafio, o perigoso Coringa (Heath Ledger).

Onde ver: Google Play e Looke

Por que é de direita? O justiceiro é uma figura típica da força individual se sobrepondo ao Estado. Se o governo não faz seu papel de proteger o cidade, Bruce Waybe, um playboy bilionário, gasta sua fortuna para construir geringonças tecnológicas e fazer justiça com as próprias mãos. Mesmo que para tal tenha até que torturar alguns bandidos.

O Enigma do Outro Mundo

Divulgação
"O Enigma do Outro Mundo" é um filme do início dos anos 80.

Sinopse: Um grupo de cientistas americanos baseado na Antártica observa com espanto um norueguês tentar de todas as maneiras matar um cão. Ele invade o acampamento e chega a atirar contra os americanos, que acabam matando o homem e acolhendo o cachorro. Buscando uma explicação para o ocorrido, o grupo descobre uma estranha ameaça às suas vidas: um alienígena que pode se transformar em uma cópia exata das suas vítimas.

Onde ver: Netflix e Looke

Por que é de direita? Refilmagem de O Monstro do Ártico (1951), a produção de 1982 transpira a paranoia anti-comunista típica das obras de ficção científica dos anos 1950. Nele, um alienígena que imita as feições humanas se infiltra em um grupo de pessoas, tirando qualquer possibilidade de saber quem é o verdadeiro inimigo. É a tal ameaça comunista, o maior pesadelo da direita.

Filmes de Esquerda

Madrugada dos Mortos

Divulgação
Madrugada dos Mortos, de Zack Snyder é refilmagem de clássico de George Romero

Sinopse: Quando explode um infestação de zumbis, a enfermeira Ana (Sarah Polley) consegue escapar de uma horda de mortos-vivos com a ajudada do policial Kenneth (Ving Rhames). Eles encontram abrigo em um shopping center, onde outros sobreviventes estão escondidos. O grupo tenta sobreviver naquele ambiente ainda livre de zumbis, mas a situação começa a ficar insustentável quando começam a faltar energia e comida.

Onde ver? Netflix e Looke

Por que é de esquerda? O filme mostra um bando de zumbis querendo invadir um shopping center. Quer uma alusão mais direta ao capitalismo selvagem que essa? Tanto essa refilmagem de 2004 quanto o clássico de mesmo nome, de 1978, não são nada sutis ao criticar o consumismo.

Blade Runner, o Caçador de Androides

Divulgação
Harrison Ford em cena do filme Blade Runner - O Caçador de Androides

Sinopse: No futuro, uma grande corporação desenvolve robôs mais fortes e ágeis que os seres humanos. Conhecidos como replicantes, eles são utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Porém, um grupo deles provoca um motim e foge para a Terra. Deckard, um ex-Blade Runner — policial de um esquadrão de caçadores de replicantes —, é designado para persegui-los e eliminá-los.

Onde ver: iTunes, Google Play e Looke

Por que é de esquerda? O futuro é controlado por grandes corporações. Os replicantes são, basicamente, escravos. No final das contas, Deckard persegue os oprimidos androides, que querem apenas seus direitos, mas se revolta contra o sistema ao se apaixonar por uma replicante.

Eu, Daniel Blake

Divulgação
Filme do diretor Ken Loach ganhou a Palma de Ouro de Cannes em 2016

Sinopse: Após sofrer um ataque cardíaco e ser desaconselhado pelos médicos a retornar a seu trabalho de artesão, Daniel Blake (Dave Johns) busca receber os benefícios concedidos pelo governo a todos que estão nessa situação. Entretanto, ele esbarra em uma burocracia absurda. Numa de suas várias idas a departamentos governamentais, ele conhece Katie (Hayley Squires), uma mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade e que também não possui condições financeiras para se manter.

Onde ver: Netflix

Por que é de esquerda? O diretor inglês Ken Loach é uma das principais vozes da esquerda no cinema atual. Qualquer um de seus filmes poderiam fazer parte dessa lista, mas Eu, Daniel Blake, fez um belo burburinho pelo mundo ao vencer a Palma de Ouro de Cannes em 2016. É uma crítica bem clara às falhas do Estado em seu dever de cuidar de seus cidadãos mais desfavorecidos.

Spartacus

Divulgação
Kirk Douglas em cena de Spartacus

Sinopse: O escravo Spartacus (Kirk Douglas) é comprado por um negociante e treinador de gladiadores para lutar até a morte em arenas para divertir os romanos. Em um desses combates, Spartacus se recusa a matar seu adversário, transformando-se no líder de uma revolta de escravos. Inicialmente, os romanos não os levam a sério, mas após grandes vitórias do grupo de rebelados, o Senado Romano decide reagir com todo o seu poderio militar.

Onde ver: Netflix, Claro Vídeos e Looke

Por que é de esquerda? O escravo Spartacus é a personificação da rebelião na luta de classes. Obrigado a lutar por sua vida apenas para entreter seus dominadores, ele lidera uma rebelião formada por uma multidão de excluídos.

Distrito 9

Divulgação
Cena da ficção científica sul-africana Distrito 9

Sinopse: Com problemas em sua nave espacial, milhares de alienígenas acabam ficando presos na Terra. Mais especificamente em Johannesburgo, na África do Sul. Conhecidos pejorativamente como "camarões", eles são confinados no Distrito 9, um local com péssimas condições de vida e que acaba se transformando em uma favela. Pressionado para tomar uma atitude, o governo sul-africano precisa transferir os alienígenas para outra área. Para tal, precisa realizar um despejo geral, criando um grande atrito com os extraterrestres. Durante esse processo, Wikus Van De Merwe (Sharlto Copley), um funcionário do governo, é contaminado por um fluido alienígena e passa a ser perseguido por seu próprio governo.

Onde ver: Claro Vídeo e Looke

Por que é de esquerda? É bem comum em filmes de invasão alienígena que os seres de outros planetas sejam os opressores. Mas aqui a ideia é a inversa. Os alienígenas acabam segregados em favelas e são vistos pelo governo local como um problema, assim como os refugiados rechaçados pela extrema direita mundo afora.