20/10/2018 00:00 -03 | Atualizado 20/10/2018 00:00 -03

Paula Chaves, a fotógrafa que revela a beleza das mulheres para elas mesmas

Amazonense vem de família com maioria de mulheres e começou a fazer retratos para valorizá-las. “Foi aí que vi como a fotografia faz diferença na autoestima de alguém", conta em entrevista ao HuffPost Brasil.

Paula Chaves é fotógrafa amazonense que registra a beleza de outras mulheres.
Iana Porto/Especial para HuffPost Brasil
Paula Chaves é fotógrafa amazonense que registra a beleza de outras mulheres.

Câmera e duas lentes. A luz é natural, e o olhar é sensível para fotografar mais uma modelo cheia de histórias, boas e ruins. É assim que Paula Chaves, de 30 anos, se prepara para mais uma sessão de retratos femininos. "Por meio das fotos, estimulo as mulheres a se aceitarem como são, e isso provoca um efeito significativo", conta.

A amazonense que nasceu no município de Itacoatiara, distante 269 quilômetros de Manaus, é a filha mais velha de 5 irmãs. Na família inteira, a mulherada impera. Boa parte enfrentava problemas de autoestima, não gostava de alguma parte do corpo. "A não aceitação me incomodava porque eu sempre fui gordinha e nunca tive problema com isso. Eu enxergava elas [minhas irmãs] de uma forma e elas se enxergavam de outra", relembra.

Minha tia não gostava de ser fotografada por não se achar bonita. Quando ela se viu de outra forma, por um trabalho de fotografia, foi libertador.

Iana Porto/Especial para HuffPost Brasil
Paula começou a estudar edição de imagens aos 19 anos em Manaus.

Aos 19 anos, estudando edição de imagens na Fundação Rede Amazônica, em Manaus, Paula viu uma oportunidade de mudar de vez a cabeça das mulheres que a cercavam. Começou com a tia mais nova, usando uma câmera digital que comprou com o dinheiro que ganhava como assistente de dentista na época.

"Já tinha comprado a câmera para fotografar aniversários de família e nem imaginaria que aquele ensaio com minha tia viraria uma missão pessoal de vida", recorda.

A primeira sessão de sua vida não teve grandes produções de maquiagem ou figurino. A única exigência foi uma roupa que a tia gostava.

As fotos não ficaram lá essas coisas — Paula as fazia por hobby. Mas a tia ficou impressionada com o resultado. Ela se percebeu sensual como nunca antes. Mostrou as imagens para amigas no dia de seu aniversário de 30 anos.

Até hoje a tia guarda essas fotos. Foi a partir desse episódio, há 11 anos, que Paula percebeu o feeling para o negócio e decidiu investir numa carreira de verdade em fotografia. "Depois da minha tia, fotografei as amigas dela, minhas primas, irmãs, e, sem perceber, comecei uma onda de autoestima que não era tão notória até então", conta.

A melhor maquiagem da mulher em uma sessão de fotos é o sorriso.

Iana Porto/Especial para HuffPost Brasil
Paula percebeu que levava o jeito para a fotografia quando percebeu o efeito das imagens na autoestima da tia, sua 1ª modelo.

A partir daí outras mulheres apareceram, e, junto com elas, histórias tristes de relacionamentos abusivos, violência doméstica e depressão. "Uma amiga que eu julgava ser feliz sofria de depressão. Então, eu a convidei para fazer a sessão. Quando ela viu as fotos, ficou radiante."

Essa amiga já mandou mensagem a Paula contando o quanto o ensaio faz bem à autoestima dela. Toda vez que se sente mal, dá uma olhadinha nas fotos e se transporta para a sessão de uma hora e meia. De fotos. Poses. E conversas entre fotógrafa e musa. Imediatamente, sente um alívio.

Foi por isso que Paula adotou a expressão "retrato terapia". "Nos ensaios procuro sempre escutar... Aos poucos elas vão ficando mais à vontade. É quando consigo valorizar os cliques", conta.

Quando elas estão falando, ficam mais à vontade, e eu consigo valorizar os cliques.

Iana Porto/Especial para HuffPost Brasil
Paula Chaves chama suas sessões de "retrato terapia", porque incluem também muita escuta.

Para atender as mulheres da forma mais sensível e responsável possível, Paula Chaves resolveu se dedicar a cursos e especializações em São Paulo — onde morou por um ano — e se formou oficialmente em fotografia em 2015.

De volta a Manaus, mais apaixonada por histórias, ela resolveu intitular o trabalho de Permita-se para exercitar um olhar mais simples e cuidadoso.

Até hoje, as sessões não contam com grandes produções de maquiagem ou figurino. Assim como foi com a tia há mais de década, Paula prioriza elementos reais do dia a dia da mulher da vez. A ideia é superar padrões e mostrar o valor da beleza sem filtros.

"Elas sempre perguntam que roupa usar, o que fica mais bonito nas fotos (...) e eu sempre falo que é aquilo que as representa, que elas olham e com que se identificam", explica.

Quando a mulher passa a se olhar de forma especial, independentemente de idade, de tipo físico, ela vai se sentir bonita. Meu trabalho é um meio virtuoso para elas se enxergarem.

Iana Porto/Especial para HuffPost Brasil
As sessões de Paula não contam com grandes produções nem maquiagem. O ingrediente principal é a verdade de cada uma delas.

Há um ano Paula conseguiu realizar o sonho de abrir o próprio estúdio em um prédio comercial na zona centro sul. Hoje passeia por várias temáticas na fotografia, mas sem fugir do mote feminino. Ela ganha a vida fotografando famílias, grávidas e os bebês delas. Os ensaios newborn já viraram parte do enxoval das mamães em Manaus.

Mesmo com a demanda crescendo em outras áreas, Paula assegura: a fotografia de mulheres em toda a sua dimensão vai continuar. Desde a formação em fotografia, há três anos e meio até hoje, mais de 300 mulheres já foram fotografadas por Paula e mudaram de percepção sobre si após as sessões.

Me sinto, realmente, como um instrumento de revelação da obra-prima, que nós mulheres somos.

Iana Porto/Especial para HuffPost Brasil
Em 3 anos e meio, mais de 300 mulheres já passaram pelas lentes de Paula Chaves.

Ficha Técnica #TodoDiaDelas

Texto: Samira Benoliel

Imagem: Iana Porto

Edição: Diego Iraheta

Figurino: C&A

Realização: RYOT Studio Brasil e CUBOCC

O HuffPost Brasil lançou o projeto Todo Dia Delas para celebrar 365 mulheres durante o ano todo. Se você quiser compartilhar sua história com a gente, envie um e-mail para editor@huffpostbrasil.com com assunto "Todo Dia Delas" ou fale por inbox na nossa página no Facebook.

Todo Dia Delas: Uma parceria C&A, Oath Brasil, HuffPost Brasil, Elemidia e CUBOCC.