POLÍTICA
18/10/2018 08:47 -03 | Atualizado 18/10/2018 08:47 -03

Os atletas que votam em Haddad ou contra Bolsonaro no 2º turno

Ana Moser, um dos principais nomes do vôlei brasileiro, está a favor do candidato petista.

O mundo esportivo não está alienado da situação política que está esquentando as discussões às vésperas do 2º turno das eleições para a Presidência da República.

Prova disso é que muitos atletas, em atividade ou já aposentados, têm se posicionado firmemente nas redes sociais a favor de um dos 2 candidatos que concorrerão no pleito do próximo dia 28 de outubro: Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT).

Após apresentarmos a lista de jogadores pró-Bolsonaro, a seguir estão os simpatizantes do candidato petista:

Ana Moser

Divulgação
Ana Moser, bronze nas Olímpiadas de 1996, é radicalmente contra Jair Bolsonaro e votará em Haddad.

Um dos principais nomes da História do vôlei brasileiro, Ana Moser, hoje aposentada, é favorável ao candidato Fernando Haddad, algo que gerou mal-estar com uma ex-companheira nas redes sociais: Ana Paula.

Casagrande

Nicolò Campo via Getty Images
Casagrande, comentarista da Globo, assinou manifesto a favor da democracia.

Ícone do movimento Democracia Corinthiana, que marcou o esporte na década de 1980, o hoje comentarista Casagrande não admitiu publicamente seu apoio a Haddad, mas assinou um manifesto contrário a Jair Bolsonaro — "Democracia Sim".

Raí

Robert Cianflone via Getty Images
Hoje diretor do São Paulo, Raí fez companhia a Casagrande ao assinar manifesto.

Irmão de Sócrates, outro ícone da Democracia Corinthiana, mas ídolo do rival São Paulo, Raí, hoje diretor do clube do Morumbi, também assinou o manifesto contrário a Bolsonaro, mesmo sem se posicionar favoravelmente a Haddad.

Juninho Pernambucano

VANDERLEI ALMEIDA via Getty Images
Juninho Pernambucano declarou oposição a Jair Bolsonaro.

Ex-jogador do Vasco e demitido recentemente do cargo de comentarista da Sportv, Juninho Pernambucano disse, em entrevista ao El Pais, que se revolta quando ouve jogadores ou ex-jogadores de direita.

Paulo André

Experiente zagueiro do Atlético Paranaense, Paulo André foi o único atleta a assinar o movimento Democracia Sim e a ficar de fora do movimento realizado pelo clube a favor de Jair Bolsonaro antes de um jogo do Campeonato Brasileiro

Joanna Maranhão

Getty Editorial
Paulo André (de agasalho) não participou da campanha de apoio a Bolsonaro.

Grande nome da natação brasileira, Joanna Maranhão apoiou Ciro Gomes no 1º turno e, no 2º, seguirá o pensamento do derrotado candidato do PDT, conforme mostrou no Twitter.