POLÍTICA
18/10/2018 19:36 -03 | Atualizado 18/10/2018 21:28 -03

Jair Bolsonaro diz que não vai a debates do 2º turno

Candidato foi liberado pelos médicos, mas alegou que participar dos confrontos pode ter "consequência péssima" para a saúde.

Reprodução/TV Globo
Bolsonaro diz que não vai aos debates na TV.

Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência da República, disse nesta quinta-feira (17) que não irá aos debates marcados por emissoras de TV no segundo turno das eleições. Líder nas pesquisas, Bolsonaro disputa a preferência do eleitorado com Fernando Haddad (PT).

A declaração foi dada após os médicos que atendem o candidato dizerem que a escolha de participar ou não dos confrontos seria dele. Bolsonaro foi esfaqueado no início de setembro e passou por uma colostomia, procedimento que, segundo os médicos, impõe "limitação relativa".

"Segundo fui informado, tenho restrições. Eu poderia me submeter a uma aventura, de participar de um debate, de 2 ou 3 horas, mas poderia ter uma consequência péssima para a minha saúde. Então, levando-se em conta a restrição, levando-se em conta a minha saúde e a gravidade do que ocorreu, a tendência minha é não participar do debate", disse Bolsonaro à TV Globo.

"Da minha parte e dos familiares [a decisão] é não participar", completou.

Embora já tenha admitido que faltaria aos debates por "questão estratégica", Bolsonaro disse agora que "até gostaria" de debater com Hadadd. "Até gostaria, não teria nenhuma dificuldade em debater com um poste do Lula, não teria problema nenhum."

Segundo a pesquisa Datafolha publicada nesta quinta-feira (18), 73% dos eleitores dizem que Bolsonaro deveria ir aos próximos debates e 67% consideram "muito importante" que haja esse confronto na TV entre os dois candidatos.

Os próximos debates seriam o da Record, no domingo (21), e o da Globo, no dia 26.