COMPORTAMENTO
15/10/2018 13:46 -03 | Atualizado 15/10/2018 13:47 -03

Família real: O novo bebê será britânico ou americano?

O príncipe Harry e Meghan Markle anunciaram que estão esperando o 1º filho.

Desde que Meghan Markle e o Príncipe Harry anunciaram que estão esperando seu primeiro filho, os fãs da realeza têm muitas perguntas. Qual o estágio da gravidez dela? Qual será o nome do novo bebê real? E também, qual será a nacionalidade deste bebê?

O príncipe Harry é britânico e Meghan é cidadã americana, já que foi nascida e criada em Los Angeles, na Califórnia. Ela se mudou para Londres em 2017, quando o casal anunciou o noivado. Mas Meghan não se tornou automaticamente uma cidadã britânica por se casar com uma pessoa do Reino Unido. Ela precisou se aplicar em um processo como cônjuge de um cidadão britânico para ter a nacionalidade.

Então, será que o recente bebê terá dupla cidadania?

Marie Claire

O pesquisador em migração , cidadania e nacionalidade da Universidade de Bristol, Devyani Prabhat, disse ao HuffPost UK: "O bebê real terá direito à cidadania britânica e americana, já que ambos os países fornecem transmissão de cidadania através de ligações de sangue pelo menos para duas gerações. Ambos os países permitem a dupla nacionalidade dos cidadãos. "

Então, o bebê real terá um "direito automático" para ambas cidadanias, explicou o Dr. Prabhat, e nenhum pedido precisa ser feito, exceto para obter passaportes. "A criança precisará solicitar o passaporte de que precisa e pode adquirir tanto o britânico quanto o americano", disse.

Um advogado de imigração do Serviço de Aconselhamento de Imigração concordou com a explicação. "Se a criança nascer na Grã-Bretanha, ela será automaticamente uma cidadã britânica, já que Harry é britânico", disse o advogado ao HuffPost UK. "Isso significa que poderá solicitar um passaporte britânico pela via normal.

"Quanto à cidadania americana, de acordo com as leis de imigração dos EUA, a criança pode se qualificar para a cidadania americana (tornando-se um cidadão duplo) desde que Meghan tenha vivido nos EUA por pelo menos 5 anos. No entanto, esta decisão dependerá em última instância das leis e decisões estabelecidas pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA ".

O site da embaixada dos EUA declara que, para crianças nascidas no exterior, uma mãe cidadã dos EUA deve solicitar a cidadania.

Então é isso. O bebê real será cidadão britânico, mas poderá se inscrever para a dupla cidadania do Reino Unido e dos EUA se Harry e Meghan escolherem fazê-lo.