POLÍTICA
07/10/2018 13:27 -03 | Atualizado 07/10/2018 13:32 -03

Eleições 2018: O voto de Vera Lúcia, João Goulart Filho e José Maria Eymael

Candidatos à Presidência da República votaram neste domingo (7). Eles fazem parte dos "nanicos", que não pontuaram em intenção de voto nas pesquisas.

Montagem/Facebook
Vera Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC): os candidatos nanicos das eleições 2018.

João Goulart Filho, candidato à Presidência da República pelo PPL, votou na manhã deste domingo (7), em uma escola particular de Brasília. Pertencente ao grupo de candidatos nanicos, ele afirmou à imprensa que o apoio no 2º turno é uma decisão do partido.

De acordo com o G1, após ser questionado sobre qual candidato apoiaria em um eventual segundo turno, o candidato afirmou que "o partido tem essas decisões, que são extremamente políticas".

A Agência Brasil informa que, caso o candidato não siga para o segundo turno, haverá uma reunião partidária para definir quem a legenda apoiará na disputa do dia 28.

João Goulart Filho não pontuou na última pesquisa do Datafolha, divulgada neste sábado (6).

Vera Lúcia, candidata à Presidência pelo PSTU, também votou na Escola Juscelino Kubichek, situada na capital sergipana. Ela estava acompanhada por militantes do partido e pela candidata ao governo de Sergipe, Gilvani Santos, também do PSTU.

De acordo com o G1, a candidata descreveu sua campanha como "bastante vitoriosa".

"Apresentamos aos trabalhadores do Brasil, principalmente aos mais pobres, uma saída para nossa classe, que leva em conta a situação atual", disse depois de deixar a cabine de votação".

A candidata do PSTU também não pontuou na última pesquisa do Datafolha para as eleições 2018.

Candidato da Democracia Cristã (DC), José Maria Eymael votou na manhã deste domingo, na zona oeste da capital paulista. Ele estava acompanhado de aliados e conversou com a imprensa após registrar seu voto.

De acordo com o G1, o candidato afirmou que a atuação do partido está concentrada no primeiro turno. "O segundo turno é outra etapa", afirmou. O presidenciável também disse que tem expectativas de eleger deputados federais em 10 estados nas eleições de 2018.

"Nossa expectativa é eleger deputados federais em no mínimo dez estados, vamos reeleger todos os nossos deputados estaduais e conquistar mais, devemos eleger o vice-governador de Rondônia e a campanha à presidência da república teve o alcance que nós esperávamos."

Essa é a quinta vez que Eymael é candidato à Presidência da República. Ele também não pontuou no Datafolha.