POLÍTICA
07/10/2018 20:22 -03 | Atualizado 07/10/2018 20:24 -03

Dilma Rousseff é derrotada nas urnas em Minas Gerais

Ex-presidente se candidatou a uma vaga no Senado Federal.

Pilar Olivares / Reuters

A ex-presidente Dilma Rousseff(PT) foi derrotada nas urnas em Minas Gerais. Ela tentava uma vaga de senadora pelo estado. Com 93,4% das urnas apuradas, ela estava em 4º lugar, com 2.419.725 dos votos válidos , o equivalente a 15,04%. À frente, estavam os candidatos Rodrigo Pacheco, do DEM, e Jornalista Carlos Viana, do PHS.

Ao votar, neste domingo, ela disparou contra os adversários: "Hoje é um momento muito especial para o país porque estamos reafirmando a democracia no Brasil, que foi tão golpeada tanto no impeachment quanto no processo de sucessão".

A petista afirmou ainda que qualquer candidatura que comprometa a democracia é "perigosíssima".

Dilma foi tirada do comando do Executivo em 2016 sob acusação de crime de responsabilidade. Apesar de terem votado a favor do impeachment da petista, foi feito um acordo para que lhe fossem garantidos os direitos políticos.

Em uma segunda votação, os senadores evitaram que a ex-presidente ficasse inelegível por 8 anos. Além de poder disputar as eleições, os direitos políticos também garantem que a petista possa ocupar cargos na administração pública.