POLÍTICA
05/10/2018 01:41 -03 | Atualizado 05/10/2018 01:46 -03

Ações da fabricante de armas Taurus subiram mais de 100% em 60 dias

Ciro Gomes citou valorização dos papéis da empresa durante o debate da Globo e associou alta à liderança de Jair Bolsonaro.

Ueslei Marcelino/Reuters
As três ações da Taurus negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo registraram alta.

Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência, disse durante o debate da Globo nesta quinta-feira (4) que as ações da fabricante de armas Taurus "subiram 180%".

"As ações da Taurus, fábrica de armas, cresceram 180%. Tem várias pessoas associadas à turma do Jair Bolsonaro ganhando dinheiro com a evolução das pesquisas", disse Ciro.

As ações da Taurus, de fato, subiram. De acordo com checagem da Agência Lupa divulgada nesta quinta, as 3 ações da Taurus negociadas na Bolsa de Valores tiveram alta nos últimos 60 dias.

"Uma delas, a FJTA3, de fato, cresceu 180% entre 6 de agosto e 4 de outubro: o valor foi de R$ 1,85 para R$ 5,19. A FJTA3F cresceu mais, 201%, e a FJTA4 cresceu menos, 132%", diz o texto da Lupa.

Reportagem divulgada em 21 de setembro pelo UOL já apontava a alta dos papeis. Especialistas consultados pelo portal afirmaram que a disparada pode ter relação com a liderança de Jair Bolsonaro (PSL) nas pesquisas para a Presidência, uma vez que o candidato defende a reformulação do Estatuto do Desarmamento a fim de facilitar a posse e o porte de arma.

Os analistas, no entanto, disseram que não é possível cravar essa relação.

A Infomoney também noticiou a valorização das ações da Taurus. Em reportagem de 24 de setembro, o site afirmou que "a interpretação de grande parte do mercado" é que a alta se deve ao bom desempenho de Bolsonaro na disputa, mas ponderou que tal análise "não faz sentido" porque o candidato defende também a quebra do monopólio na Taurus no País.