COMIDA
27/09/2018 11:26 -03 | Atualizado 27/09/2018 11:32 -03

Dieta mediterrânea pode ajudar a prevenir depressão, mostra estudo

Pesquisadores da University College London afirmam que há uma relação direta entre nossa dieta e a saúde mental.

Getty Images
O estudo contou com 36 mil participantes do Reino Unido, França, Austrália, Espanha e Estados Unidos. 

A dieta mediterrânea, baseada em frutas, vegetais, castanhas, gorduras boas, peixes e plantas, pode ajudar a prevenir a depressão, segundo uma nova pesquisa publicada no jornal científico Molecular Psychiatry.

Pesquisadores da University College London, na Inglaterra, afirmam ter encontrado uma evidente relação entre comidas frescas e não industrializadas e nossa saúde mental.

Segundo o estudo, pessoas que aderiram a dieta mediterrânea, que permite consumo mínimo de gordura saturada, açúcar e comida processada, tiveram um risco 33% menor de desenvolver depressão nos próximos oito a 12 anos, em comparação àquelas cuja dieta menos se assemelhava a ela.

O estudo contou com 36 mil participantes do Reino Unido, França, Austrália, Espanha e Estados Unidos.

"A dieta baseada em plantas, que têm poderes anti-inflamatórios, pode ajudar a prevenir depressão", disse a Dr. Camile Lassale, que liderou o estudo, ao New York Post.

"Existem evidências que mostras que há uma relação direta entre sua dieta e sua saúde mental. Há também evidências emergentes que mostram que a relação entre o intestino e o cérebro desempenha um papel fundamental na nossa saúde mental e esse eixo é articulado por bactérias gastrointestinais, que podem ser modificadas pela nossa dieta."

Sua equipe, usando dados de 41 estudos, sugeriu que o acompanhamento nutricional deveria fazer parte do tratamento da saúde mental.

Uma dieta rica em gordura saturada, açúcar e alimentos processados, por outro lado, foi associada a um aumento da chance de desenvolver depressão.