COMIDA
25/09/2018 17:25 -03 | Atualizado 25/09/2018 17:26 -03

Parar de comer junk food causa sintomas de abstinência, diz pesquisa

Pesquisadores notaram os mesmos sintomas de pessoas que param de usar drogas, beber álcool ou de fumar tabaco.

ullstein bild via Getty Images
Normalmente, os sintomas de abstinência são dores de cabeça, irritabilidade, ansiedade e, em alguns casos, até depressão.

Cortar junk food (alimentos processados ricos em gorduras, sal e açúcar) da dieta pode ser mais difícil do que imaginamos -- ou que queríamos imaginar.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, revelou que parar de comer hambúrgueres, batata frita, chocolates e bolachas, entre outras "besteiras", pode causar sintomas de abstinência, parecidos com quem tenta parar de usar drogas.

Enquanto os sintomas de abstinência tendem a aparecer em pessoas que param de fumar tabaco, de beber álcool ou de usar drogas, o estudo publicado no jornal científico Appetite revelou que os mesmos sintomas também foram percebidos em pessoas que pararam de comer junk food.

Normalmente, os sintomas de abstinência são dores de cabeça, irritabilidade, ansiedade e, em alguns casos, até depressão. Tais processos no cérebro são o que geralmente faz uma pessoa suscetível à recaída.

Para chegar à conclusão, pesquisadores analisaram o comportamento de 231 adultos depois de parar de comer alimentos industrializados, como pizza, batata frita, pães, macarrão instantâneo etc.

Os autores mediram os sintomas de abstinência física e psicológica semelhantes aos reconhecidos em pessoas dependentes de drogas -- como tristeza, irritabilidade, cansaço e fissura. Estes sintomas atingiram o pico durante os primeiros dois a cinco dias após deixar de consumir junk food. Eles notaram que o quadro não foi muito diferente do curso de tempo de sintomas de abstinência de drogas.

Apesar de o estudo ser um dos primeiros em observar os efeitos do junk food em nosso comportamento, os pesquisadores não observaram exatamente como cada participante parou de comer as "besteiras", o que é um ponto limitante, já que isso impede de saber se parar abruptamente ou aos poucos causam efeitos diferentes, segundo o Medical Daily.

Outros estudos mostram quanto comidas processadas podem ser danoso ao nosso corpo. Em 2017, um estudo americano revelou que comer junk food "inflama"o cérebro e faz pessoas comerem mais. Segundo cientistas, células do sistema imunológico encontradas no nosso cérebro, chamadas de micróglia, ficam inflamadas quando temos uma dieta rica em gordura. A inflamação é relacionada ao aumento do apetite, e assim, com o sobrepeso e obesidade.