COMIDA
24/09/2018 14:59 -03 | Atualizado 24/09/2018 15:19 -03

'Comer por dois' na gravidez é um mito perigoso, alerta pesquisador

Pesquisa revelou que o ganho excessivo de peso na gravidez pode trazer riscos à saúde da mãe e do bebê.

PeopleImages via Getty Images
O ganho de peso das participantes foi acompanhado e medido de acordo com as diretrizes do Institute of Medicine (IOM).

Sabemos que é mais fácil acreditar que se come por dois na gravidez, mas um estudo de Hong Kong publicado na revista científica Diabetologia revelou que o ganho excessivo de peso na gestação pode trazer riscos à saúde da mãe e do bebê. Por outro lado, não ganhar poucos quilos na gravidez também traz riscos.

Com base em análises de mais de 905 mães e filhos, o estudo conduzido em Hong Kong encontrou uma relação entre o ganho excessivo de peso na gravidez com o aumento do risco de resistência à insulina e pressão arterial. Os bebês destas mães também tiveram predisposição a macrossomia, quando a criança nasce maior que a média.

Além disso, eles também podem ter um IMC (Índice de Massa Corporal) acima do normal -- o que, segundo pesquisadores, pode levar a riscos cardiometabólicos adicionais.

O ganho de peso das participantes foi acompanhado e medido de acordo com as diretrizes do Institute of Medicine (IOM). As mulheres grávidas que ganharam mais peso do que o recomendado pelo IOM tiveram crianças com pressão arterial e níveis de açúcar no sangue mais elevados do que as crianças de mães que ficaram na faixa de peso recomendado na gravidez.

Curiosamente, os mesmos efeitos adversos foram constatados em grávidas que ganharam muito pouco peso.

Em média, a mudança de peso na gestação foi de 15 kgs entre as mulheres que participaram do estudo. Do total, 14% das participantes ficaram acima da faixa recomendada e 17% ganharam menos peso do que o ideal. Já 42% ganharam peso dentro dos níveis recomendados.

"Uma gestação saudável requer 300 kcal extras por dia. O que uma grávida precisa saber é seguir uma dieta balanceada para suprir as necessidades de todos os nutrientes", disse ao Independent o pesquisador-chefe e professor Wing Hung Tam. Além de uma dieta balanceada, o professor cita exercícios diários moderados.

Porém, ele não aconselha preocupação excessiva com as pesagens durante a gravidez: o crucial é educar as pessoas sobre as implicações do ganho de peso na gravidez e descartar esse mito.

Mais importante do que qualquer coisa é deixar claro que esse ditado de 'comer por dois' pode ser perigoso.

Qual é o ganho de peso ideal na gravidez?

Ao site EBC, a nutricionista Lara Natacci afirma que as mulheres se preocupam demais com o peso. A prioridade, porém, deve ser o ganho adequado de peso para o desenvolvimento do bebê.

Segundo a nutricionista, é esperado um ganho de 1 a 2 kgs no final do terceiro mês de gravidez. Nos demais meses, o ganho é de, aproximadamente, 450 gramas por semana.

"Se a mãe estiver abaixo do peso quando ficar grávida, um aumento de 12 a 18 kg é indicado. Se estiver acima do peso, esse aumento deve ser de 7 a 12 kg."