POLÍTICA
18/09/2018 21:27 -03 | Atualizado 18/09/2018 21:35 -03

Ibope: Bolsonaro tem 28%; Haddad, 19%; Ciro, 11%; Alckmin, 7% e Marina, 6%

Bolsonaro oscilou positivamente dentro da margem de erro e Fernando Haddad cresceu 11 pontos percentuais.

Montagem/GettyImages

Divulgada nesta terça-feira (18), primeira pesquisa Ibope que foi a campo após a oficialização de Fernando Haddad como candidato do PT à Presidência da República aponta crescimento do petista na preferência do eleitorado de 11 pontos percentuais. Ele foi de 8% para 19%. O salto é comparado a sondagem anterior, divulgada dia 11, na qual ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já havia sido impedido de entrar na disputa, mas ainda havia indefinição sobre o futuro da legenda.

O petista perde para o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que ostenta 28% das intenções de voto. O índice representa uma oscilação positiva dentro da margem de erro de 2 pontos percentuais, em relação à pesquisa anterior, quando a marca era de 26%.

Essa é a segunda pesquisa Ibope divulgada após o candidato do PSL ter sido vítima de uma facada, em 6 de setembro. O levantamento anterior foi realizado entre os dias 8 e 10.

Os candidatos Ciro Gomes (PDT), com 11%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 7%, aparecem tecnicamente empatados, por causa da margem de erro de 2 pontos percentuais para cima e para baixo. O índice de Alckmin o deixa tecnicamente empatado também com Marina Silva, da Rede. Ela tem 6%.

Confira o desempenho de cada candidato:

Jair Bolsonaro (PSL): 28%

Fernando Haddad (PT): 19%

Ciro Gomes (PDT) - 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 7%

Marina Silva (Rede): 6%

Alvaro Dias (Podemos): 2%

João Amoêdo (Novo): 2%

Henrique Meirelles (MDB): 2%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Vera (PSTU): 0%

Guilherme Boulos (PSOL): 0%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 14%

Não sabe/não respondeu: 7%

A pesquisa, registro BR-09678/2018, tem nível de confiança de 95%. Foram entrevistados 2.506 eleitores em 177 municípios.

Compare com o resultado da sondagem divulgada no dia 11.

Jair Bolsonaro (PSL): 26%

Ciro Gomes (PDT): 11%

Marina Silva (Rede): 9%

Geraldo Alckmin (PSDB): 9%

Fernando Haddad (PT): 8%

Alvaro Dias (Podemos): 3%

João Amoêdo (Novo): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 3%

Vera (PSTU): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 0%

João Goulart Filho (PPL): %

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 19%

Não sabe/não respondeu: 7%

Rejeição

Junto com a transferência de votos de Lula - que pontuava 37% de intenções de votos na Ibope de 20 de agosto - para Haddad foi detectada transferência de rejeição. O ex-ministro hoje é rejeitado por 29% do eleitorado, segundo o Ibope. O índice era de 13% na pesquisa anterior.

Bolsonaro, entretanto, segue líder de rejeição, com 42%. No levantamento anterior, ele tinha 41%. De acordo com a pesquisa atual, Marina Silva tem 26%, Alckmin, 20%, e Ciro, 19%. A margem de erro também é de 2 pontos percentuais. Como uma pessoa pode rejeitar mais de um candidato, a soma não fecha em 100%.