POLÍTICA
14/09/2018 14:21 -03 | Atualizado Há 3 horas

Eleitor votará em 2 candidatos ao Senado em 2018

Mandato de senador é de 8 anos, mas eleições ocorrem a cada 4 anos. Não é possível votar duas vezes no mesmo candidato.

Posse de senadores eleitos em 2014, quando um terço das vagas estava em disputa.
Pedro França/Agência Senado
Posse de senadores eleitos em 2014, quando um terço das vagas estava em disputa.

Os eleitores brasileiros vão às urnas no dia 7 de outubro e deverão registrar suas escolhas na seguinte ordem: deputado federal; deputado estadual ou distrital; senador 1; senador 2; governador; e presidente da República.

É isso mesmo, cada eleitor deverá votar em 2 candidatos ao Senado. E não é possível votar no mesmo candidato – se o número se repetir, o segundo voto será anulado.

Isso acontece porque o mandato dos senadores é de 8 anos, mas as eleições para o Senado ocorrem a cada 4 anos. Assim, a cada pleito a Casa renova um terço ou dois terços das suas 81 cadeiras.

Em 2018, dois terços dos senadores chegarão ao fim do mandato, e 54 parlamentares serão eleitos (ou reeleitos) para preencher as novas vagas. Eles se juntarão aos outros 27 senadores que ainda têm 4 anos de mandato pela frente.

A eleição para o Senado obedece ao sistema majoritário, ou seja, serão eleitos em cada estado os 2 candidatos que tiverem recebido o maior número de votos. É diferente, por exemplo, da eleição para Câmara dos Deputados, que segue o sistema proporcional.