POLÍTICA
30/08/2018 08:07 -03 | Atualizado 30/08/2018 13:55 -03

Reforma tributária de Ciro propõe atacar desigualdade ao taxar os mais ricos

Candidato quer aumentar alíquota de imposto sobre heranças e doações e recriar IR sobre lucros e dividendos.

NurPhoto via Getty Images
Ciro Gomes quer reforma tributária que ataque desigualdade social.

Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República, propõe uma reforma tributária que, além de "simplificar" o sistema, seja capaz de reduzir desigualdades econômicas e sociais.

As medidas propostas no plano de governo do candidato passam por cortar 15% dos incentivos fiscais, recriar o Imposto de Renda sobre lucros e dividendos, aumentar a alíquota do ITCD (imposto sobre heranças e doações) e "tributar proporcionalmente mais os ricos".

Há ainda a proposta de eliminar gradualmente a chamada "pejotização", fenômeno compreendido pela equipe econômica de Ciro como uma forma de burlar o Imposto de Renda e a Previdência Social.

O programa do candidato propõe, por outro lado, medidas como a redução do Imposto de Renda da pessoa jurídica e a isenção de tributos na aquisição de bens de capital.

Como medida para simplificar o sistema tributário, o candidato propõe a criação de um tributo que unificaria tributos já existentes, como o IVA (Imposto sobre Valor Agregado), adotado por diversos países.

Meio Ambiente

A fim de estimular práticas sustentáveis de desenvolvimento, o plano de governo de Ciro Gomes propõe um "modelo de precificação da poluição", que definiria formas de taxar as empresas que poluem.