POLÍTICA
27/08/2018 17:00 -03 | Atualizado 31/08/2018 09:48 -03

Candidatos a presidente no Jornal Nacional: TV Globo entrevista 4 presidenciáveis

Ciro Gomes, Jair Bolsonaro, Geraldo Alckmin e Marina Silva serão sabatinados por William Bonner e Renata Vasconcellos.

Reprodução/YouTube
William Bonner comanda sabatina do Jornal Nacional com presidenciáveis.

O Jornal Nacional começou nesta segunda-feira (27) série de entrevistas com os 4 candidatos a presidente mais bem colocados nas pesquisas eleitorais. Na sequência, foram entrevistados: Ciro Gomes (PDT), na segunda; Jair Bolsonaro (PSL), na terça; Geraldo Alckmin (PSDB), na quarta; e Marina Silva (Rede), na quinta. A ordem foi definida em sorteio.

Nesses mesmos dias, os 4 presidenciáveis foram entrevistados no quadro Central das Eleições, da GloboNews, a partir das 22 horas.

Veja como foram as 4 entrevistas da semana:

- Ciro Gomes no Jornal Nacional: 'Precisamos encerrar luta entre coxinhas e mortadelas'

- 'Kit gay': Jair Bolsonaro dribla perguntas sobre homofobia no Jornal Nacional

- Geraldo Alckmin nega no Jornal Nacional que PCC comande crime de dentro da prisão

- Marina Silva no Jornal Nacional: Mulheres devem se aposentar mais cedo

O ex-presidente Lula (PT), que lidera as pesquisas eleitorais, evidentemente não participou porque está preso em Curitiba desde abril. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deve impugnar o pedido de registro da candidatura do petista. Nesse caso, quem deverá assumir a cabeça de chapa é o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

A sabatina no JN foi conduzida pelo editor-chefe e âncora, William Bonner, e pela editora-executiva e âncora, Renata Vasconcellos. O telejornal começa às 20h30.

Em vídeo, Bonner afirma que "voto bem pensado" é a chave para "construir o Brasil que você quer".

Jornal Nacional e histórico de entrevistas com candidatos

Um dos programas de maior audiência na TV brasileira, o Jornal Nacional costuma ser uma vitrine positiva ou negativa para os candidatos à Presidência. Atualmente, marca 30 pontos no Ibope.

Como as entrevistas geralmente são duras, os políticos podem ganhar ou perder pontos com a opinião pública a depender da segurança e conteúdo de suas respostas.

Em 2014, a condução de Patrícia Poeta nas sabatinas da ex-presidente Dilma Rousseff e da então candidata Marina Silva foi considerada pouco incisiva e insatisfatória — o que levou à saída da apresentadora do telejornal.