POLÍTICA
18/08/2018 00:53 -03 | Atualizado 18/08/2018 02:12 -03

O que é a tal de 'Nova Ordem Mundial', 'denunciada' por Cabo Daciolo?

Ao defender o voto impresso, candidato diz que urna eletrônica ajuda a fraudar o sistema para eleger o "candidato da Nova Ordem Mundial".

No debate da Rede TV!, Cabo Daciolo (Patriota) foi novamente um dos candidatos mais comentados nas redes sociais, após insistir na existência da Nova Ordem Mundial.

Ao defender o voto impresso na noite desta sexta-feira (18), o candidato se diz contrário ao uso da eletrônica porque ela ajudaria, segundo ele, a fraudar o sistema e eleger o "candidato da Nova Ordem Mundial". A frase bastou para a hashtag #NovaOrdemMundial chegar aos assuntos mais comentados nas redes sociais.

Não foi a primeira vez que Daciolo cita teorias de conspiração na TV. No debate da Band, que aconteceu na quinta-feira passada, ele também "denunciou" a Nova Ordem Mundial, assim como a existência da Ursal (União das Repúblicas Socialistas da América Latina).

O que é esta tal de Nova Ordem Mundial?

Existe uma teoria de conspiração sobre a existência de uma elite secreta que tem uma agenda globalista, conspirando para um governo mundial autoritário. Segundo a teoria, tal elite teria nascido na América do Norte e faz reuniões políticas secretas para processos de tomada de decisão.

Além da teoria de conspiração, o termo também é usado por cientistas políticos para denominar o atual contexto das relações políticas e econômicas internacionais de poder, período da modernidade posterior à Guerra Fria. Durante a guerra, Estados Unidos e União Soviética dominavam e polarizavam as relações de poder, ordem chamada de "mundo bipolar".

Nas últimas décadas, com a ascensão de diferentes potências mundiais, cientistas políticos passaram a denominar o período contemporâneo como "mundo multipolar", ou a "Nova Ordem Mundial."