COMPORTAMENTO
13/08/2018 15:54 -03 | Atualizado 13/08/2018 15:58 -03

Terapeutas compartilham as principais queixas sobre amizades

Se você deixar seu melhor amigo em segundo plano com muita frequência, com certeza será mencionado na próxima sessão de terapia dele.

Os terapeutas já ouviram tudo em material de discussões sobre amizade
FilippoBacci / Getty Images
Os terapeutas já ouviram tudo em material de discussões sobre amizade

Quando estão em terapia, as pessoas tendem a falar mais de seus relacionamentos românticos e familiares, mas os terapeutas frequentemente também ouvem muito sobre os amigos de seus pacientes. Os amigos que nunca se dão ao trabalho de planejar encontros, os amigos que desaparecem do mapa assim que começam a namorar – a lista de queixas é longa.

Abaixo, terapeutas discutem as reclamações mais comuns sobre amizade citadas por pacientes em suas sessões.

Sou eu quem faz todo o esforço para conservar esta amizade

Com o passar do tempo, é preciso investir cada vez mais atenção para conservar as amizades. Todos nós temos vidas agitadas, mas se você colocar seu (sua) melhor amigo(a) em segundo plano com frequência excessiva, com certeza será mencionado na próxima sessão de terapia dele(a).

"Vários clientes já me disseram que é sempre eles que precisam sugerir um encontro com certos amigos para colocar os papos em dia, e, se não o fizerem, o encontro não acontecerá", comentou a psicóloga Debra Campbell, de Melbourne, Austrália. "Isso faz com que se sintam indesejados, pouco valorizados."

Ela aconselha seus clientes a falar disso francamente com seus amigos preguiçosos ou com pouco tempo.

"Diga que parece que ultimamente é sempre você quem sugere que vocês se encontrem. Pergunte o que estão achando da amizade e sugira que eles tomem a iniciativa de vez em quando", ela disse ao HuffPost. "É possível que eles simplesmente vejam você como líder na questão da vida social de vocês. Cientes do que você está sentindo sobre isso, talvez eles não tenham nenhum problema em tomar a iniciativa de promover encontros entre vocês."

Sinto inveja da carreira profissional de meu amigo

Ninguém com mais de 16 anos de idade tem disposição para tolerar amigos invejosos. Mas, em algum momento da vida, quando você está lutando para se firmar profissionalmente ou mesmo iniciar sua vida profissional, é possível que você sinta um pouco de angústia e inveja ao contemplar as conquistas profissionais de seus amigos, especialmente se você mesmo não está avançando tanto, disse Alena Gerst, psicoterapeuta em Nova York.

"Quando a pessoa está apenas iniciando sua trajetória profissional, é difícil pensar no longo prazo. Nessa fase da vida, muitas pessoas sentem inveja da vida de seus amigos", ela disse. "Algumas pessoas têm sorte no início de sua vida profissional, enquanto outras enfrentam dificuldades para progredir."

Essa inveja inesperada se agrava quando você passa muito tempo sem encontrar ou conversar com seus amigos cara a cara. Se você apenas os acompanha no Instagram, provavelmente vai estar acompanhando apenas os melhores momentos da vida deles; é possível que tudo pareça muito impressionante, mas, se você os encontrasse mais frequentemente cara a cara, eles provavelmente passariam metade do tempo se queixando do estresse e das exigências do trabalho.

"A impressão provavelmente é que eles vivem uma vida maravilhosa, mas a verdade, vamos encarar de frente, é que a vida das pessoas é muito mais complicada e multidimensional do que as coisas que compartilhamos nas redes sociais", comentou Gerst. "É importante manter isso em mente."

Minha amiga nunca reconhece meu sucesso e minhas vitórias pessoais

Por outro lado, talvez você se queixe por achar que seus amigos mais íntimos não dão o devido valor às suas conquistas pessoais – uma promoção no trabalho, um terceiro encontro com alguém que realmente parece valer a pena, uma vez na vida.

"Quando um amigo não reconhece o esforço que você investiu para alcançar suas metas, é sinal de que esse amigo não faz parte de sua tribo e que ele tem suas próprias dificuldades para trabalhar", disse a psicoterapeuta Deborah Duley, fundadora da Empowered Connections, consultório de psicólogos especializados no atendimento a mulheres, meninas e a comunidade LGBTQ+.

A indiferença de um amigo não significa que você deva se afastar dele por completo, mas talvez seja o caso de limitar o que você confia a ele ou ela, disse Duley. Você trabalha duro e merece contar com um núcleo de amigos que o valorizam e põem para cima.

"Se você pedir à sua amiga indiferente que ela lhe dê mais apoio, e ela ainda assim não o fizer ou o fizer de forma que pareça forçada, talvez seja hora de deixar essa pessoa para trás", aconselhou a psicoterapeuta.

Éramos amigas íntimas, mas parece que estamos nos afastando

Gostamos de imaginar que nossas maiores amizades são capazes de resistir a tudo – à mudança de uma das pessoas para o outro lado da cidade, aos filhos, separações e à mudança de interesses. "Melhor amigo para toda a vida" talvez seja o ideal de amizade, mas, infelizmente, a verdade é que a maioria das amizades não tem esse tipo de força duradoura.

"A ideia de uma BFF (melhor amiga para sempre) é em grande medida um mito", comentou Gerst. "Em algum momento a maioria das amizades, mesmo as mais íntimas, se esgota. Às vezes elas terminam em conflito, mas o mais frequente é irem se esvaindo quando as pessoas mudam para outra cidade ou outro país, trocam de emprego, ficam ocupadas com obrigações familiares ou quando seus interesses e habilidades mudam."

Meus amigos nunca me convidam para eventos ou baladas, mas depois os vejo nas redes sociais

O Instagram e o Snapchat geram muitas saias justas entre amigos adultos. Campbell comentou que você não vai querer ver no Instagram que seus amigos foram para um restaurante novo sem convidá-lo, mas isso acontece. Você não vai querer admitir que já enfrentou o FOMO, ou medo de ficar de fora, mas isso também acontece.

"Sentir que você ficou de fora é uma reclamação que ouço muito, algo que causa mágoa às pessoas", ela disse. "No passado, a gente não ficava sabendo imediatamente quem estava fazendo o quê e com quem, então éramos protegidos contra esse tipo de situação incômoda."

Para proteger-se contra o sentimento de insegurança em relação a seus amigos, converse com eles e diga que curtiria vê-los com frequência. E, se estiver se sentindo muito solitária ou vulnerável, aconselhou Campbell, afaste-se um pouco das redes sociais e comece a sair com seus amigos na vida real.

"Em vez de ficar nas redes sociais, telefone para alguém ou bata papo cara a cara com um amigo", ela recomendou.

Minhas amigas me deixaram de lado quando encontraram parceiros românticos sérios

Uma verdade quase universal é que quando suas amigas ou seus amigos se apaixonam por alguém, você passará a ter bem menos contato com elas ou eles. Mesmo assim, isso doi.

"Muitas pessoas sofrem com isso, porque parece que é rejeição", falou Gerst, dizendo que essa é a queixa mais frequente que ela ouve de seus clientes em relação aos amigos deles.

Ela sugeriu que, se você estiver se sentindo rejeitada por um amigo que está iniciando um relacionamento novo, verifique se por acaso é o novo companheiro quem está tentando isolar seu amigo intencionalmente. Se sim, isso frequentemente é sinal de abuso emocional. E então discuta isso abertamente e francamente, como faria com qualquer outro problema que esteja tendo com seu amigo.

"Faça um esforço para manter sua amizade viva, mesmo que isso exija uma conversa com seu amigo que o faça sentir-se vulnerável", ela aconselhou.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.