POLÍTICA
13/08/2018 23:50 -03 | Atualizado 18/08/2018 02:26 -03

Patrimônio dos candidatos a presidente: Boulos declara R$ 15 mil em bens, Amoêdo, 425 milhões e Daciolo, nada

Ciro Gomes tem cerca de R$ 1,7 milhão; Alckmin, 1,4 milhão; e Vera Lucia, R$ 20 mil.

Guilherme Boulos (PSol), João Amoêdo (Novo) e Cabo Daciolo (Patriota) já declararam patrimônio ao TSE.
Montagem/Facebook
Guilherme Boulos (PSol), João Amoêdo (Novo) e Cabo Daciolo (Patriota) já declararam patrimônio ao TSE.

Até o momento, 6 presidenciáveis já registraram a candidatura no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). São eles: Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSol), João Amoêdo (Novo) e Vera Lúcia (PSTU). O prazo para o registro dos candidatos termina nesta quarta-feira (15).

Os candidatos têm de declarar ao TSE seus bens e valor total do patrimônio acumulado.

João Amoêdo é o candidato mais rico. Possui R$ 425 milhões em bens. Entre imóveis, tem 6 apartamentos que totalizam R$ 16 milhões. Uma embarcação dele vale R$ 4 milhões. Mas a maior parte do dinheiro dele está em aplicações financeiras.

Ciro Gomes declarou cerca de R$ 1,7 milhão. Ele possui 4 imóveis e 2 veículos, além de poupanças e aplicações.

Alckmin tem R$ 1,4 milhão, incluindo apartamento e quase R$ 500 mil em planos de previdência VGBL.

Vera Lúcia possui um terreno de R$ 20 mil, segundo sua declaração ao TSE.

Boulos declarou apenas um veículo no valor de R$ 15.416.

Cabo Daciolo é o menos abastado dos presidenciáveis; ele não declarou nenhum bem ao tribunal.

Leia a declaração de todo o patrimônio dos presidenciáveis aqui.