COMIDA
01/08/2018 11:09 -03 | Atualizado 03/08/2018 10:28 -03

Cachaça e pinga são a mesma coisa? 9 mitos e verdades sobre a bebida brasileira

Quando o assunto é cachaça, existem muitas "fake news" que rondam sua história genuinamente brasileira.

A cachaça é uma das bebidas símbolos do Brasil.

Mesmo surgindo por volta de 1532, no Engenho São Jorge, quando o colonial português Martin Afonso de Souza trouxe para a capitania de São Vicente as primeiras mudas de cana-de-açúcar plantadas no estado de São Paulo, muitos mitos rondam a produção e a qualidade da cachaça.

Você sabia, por exemplo, que a cachaça mais cara não é, necessariamente, a melhor do mercado? Ou então, que não existe a tal da cachaça de banana? No livro "Os Segredos da Cachaça" (editora Alaúde), os autores João Almeida e Leandro Dias explicam tudo sobre a bebida reconhecida como patrimônio brasileiro. Veja os mitos e verdades que os autores citam no livro:

Cachaça é uma coisa e pinga é outra

LightRocket via Getty Images

MITO. O nome "pinga" é apenas mais uma denominação da cachaça entre os diversos já registrados. A questão é que muitos acham que pinga seria uma versão "barata" e "ruim" da cachaça, mas não é verdade. O termo pinga surgiu do processo de produção da bebida, mais precisamente no processo de destilação, quando o vapor se transforma em líquido e começa a "pingar" no alambique.

Cachaça deve ser tomada em pequenos goles

VERDADE. Assim como outro destilado (vodka, tequila, etc), a cachaça deve ser tomada em pequenos goles e não em forma de shot para "subir mais rápido". No caso da cachaça, principalmente, tomá-la bem devagar pode ajudar a perceber uma complexidade sensorial diferente, já que a bebida pode ser envelhecida em mais de trinta tipos de madeiras.

É possível beber cachaça feita em outro país

MITO. De fato, você pode tomar uma boa aguardente em Portugal ou outro país, mas cachaça só aqui. O artigo 53 do decreto número 6.871/2009 estabelece:

"Cachaça é a dominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcoólica de 38% a 48% em volume, a 20°C, obtida pela destilação do mosto fermentado do caldo de cana-de-açúcar, com características sensoriais peculiares, podendo ser adicionada de açúcar até seus gramas por litro."

Quanto mais cara, melhor a cachaça

MITO. Claro que uma cachaça bem produzida e embalada tende a ser mais cara. Mas há opções no mercado com valores mais em conta. Neste caso, identificar as características de uma cachaça de qualidade faz toda a diferença.

Cachaça deve ser tomada em copo de vidro

rodrigobark via Getty Images

VERDADE. Um dos passos para identificar um bom rótulo é o seu visual. A bebida precisa ser transparente e cristalina e só com um copo de vidro é possível verificar isso. Os autores do livro Os segredos da Cachaça recomendam a taça padrão ISSO, vendida em qualquer loja especializada. Ela ajuda a melhorar a experiência sensorial.

Comprei uma cachaça de banana

MITO. Como já explicado, cachaça só pode ser produzida à base da cana-de-açúcar, o que permite, legalmente, receber essa denominação. Se alguém lhe oferecer uma "cachaça de banana", ou de outras frutas, saiba que você está tomando uma bebida mista, como um licor ou uma aguardente originada daquela fruta. Cachaça não é.

Cachaça pode ter cheiro de flor

VERDADE. Quando bem produzida, a cachaça pode ter aromas variados, que lembram cana-de-açúcar, frutas, ervas, especiarias, madeiras e flores. "Sempre que a cachaça trouxer à memória o cheiro de coisas agradáveis, é um indicativo de que a bebida foi bem produzida", diz o livro.

A cachaça foi descoberta ao "arder" as costas dos escravos

De Agostini Picture Library via Getty Images

MITO. Esta é uma das diversas "fake news" que são compartilhadas nas redes sociais e grupos no WhatsApp. Assim que o Brasil e a cana-de-açúcar foram descobertos, os portugueses trouxeram o alambique, que fora inventado pelos árabes há milhares de anos. "A história de que um tacho de garapa foi esquecido em um canto de uma senzala, fermentou, evaporou com o calor e com o frio ardeu nos ferimentos dos escravos, ganhando assim o nome de 'água ardente' é um supermito."

Quanto mais envelhecida, melhor fica a cachaça

MITO. Uma cachaça bem maturada não é necessariamente a mais velha. Vale lembrar que a bebida tem uma diversidade de madeiras, sendo que para algumas não é recomendado envelhecer por muito tempo.