POLÍTICA
30/07/2018 09:06 -03 | Atualizado 30/07/2018 09:06 -03

Ciro quer mulher da comunidade científica à frente do Ministério da Ciência e Tecnologia

Último sabatinado do Conhecer Eleições 2018, Ciro Gomes também rebateu críticas à Belo Monte.

Ciro Gomes fechou as sabatinas do Conhecer Eleições 2018 neste domingo (29).
AFP/Getty Images
Ciro Gomes fechou as sabatinas do Conhecer Eleições 2018 neste domingo (29).

A sabatina do candidato à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, fechou o Conhecer Eleições Presidenciais na noite deste domingo (29). Ele defendeu o tripé Educação, Ciência & Tecnologia e Cultura para o que chama de "emancipação moderna".

"O meu governo será iluminista. Acredito muito muito na Ciência", afirmou. "Nossos cientistas ainda são acreditados e respeitados", disse para um auditório lotado de pesquisadores e divulgadores científicas.

Por isso, diz, vai reunir a comunidade científica em uma conferência sobre o tema no início de um eventual governo para elaborar um planejamento para o setor.

Ciro recebeu aplausos ao responder qual nome indicaria para o Ministério da Ciência e Tecnologia se fosse eleito.

Em entrevista exclusiva ao HuffPost, antes da sabatina, o candidato à Presidência já havia falado sobre as dificuldades que as pesquisadoras enfrentam para desenvolver seus trabalhos científicos.

"As universidades já têm várias carreiras com maioria de mulheres, um fenômeno relativamente recente, que tem de ser estimulado e aperfeiçoado. O próximo passo, a produção científica e técnica por elas é uma coisa quase natural", explicou.

Na visão de Ciro, cabe ao Estado dar estímulos para acelerar a superação da desigualdade de gênero no mercado de trabalho.

"Vou tentar que metade do meu ministério seja de mulheres porque isso permite que de fato se traduza em gestos práticos aquilo que é o enfrentamento de todo tipo de desigualdade e preconceito."

Apesar de ter sido o presidenciável mais aplaudido, Ciro também foi alvo de críticas, sobretudo no Twitter, ao dizer que a usina de Belo Monte não prejudicou comunidades nem causou impactos ambientais.

Pesquisadores já constataram a morte de peixes no rio Xingu e a interrupção do fluxo dele na região da hidrelétrica.

Ao longo da sabatina, Ciro repetiu que vai lutar pela revogação do teto de gastos, que limita gastos com saúde e educação por 20 anos.