COMIDA
30/07/2018 17:04 -03 | Atualizado 30/07/2018 17:40 -03

7 alimentos que têm 'açúcar escondido' e você nem fazia ideia

A indústria geralmente adiciona açúcar aos alimentos processados para torná-los mais apetitosos.

O açúcar é o grande vilão da alimentação moderna.

O problema não está só no uso consciente do açúcar refinado (chamado de "calorias vazias" por não apresentar nenhum nutriente) no dia a dia, como o açúcar no cafezinho ou a sobremesa depois do almoço. Muitas vezes, esse açúcar está "escondido" em alimentos salgados que nem imaginaríamos.

A indústria geralmente adiciona açúcar aos alimentos processados para torná-los mais apetitosos. Quando a gordura é removida de comida processada, por exemplo, o açúcar é adicionado para balancear o sabor.

O resultado é que comemos muito mais açúcar do que deveríamos e que também nosso corpo consegue processar. "Se consumimos mais açúcar do que precisamos, nosso fígados converte este excesso em gordura. E esta gordura é estocada em nosso corpo", disse o professor em saúde pública Simon Capewell à BBC.

Aqui são alguns exemplos de alimentos que contêm o tal do açúcar escondido:

Molhos prontos para saladas e lanches

The Washington Post via Getty Images

Molhos prontos, como ketchup, barbecue, chipotle, entre outros que usamos nas mais variadas refeições apresentam altas quantidades de açúcar e sódio.

Pão branco

4045 via Getty Images

Muitas pessoas não associam o sabor doce ao pão branco, mas uma fatia média do alimento pode conter cerca de 1,4g de açúcar. "Além do açúcar natural que é formado enquanto o pão é assado, ingredientes também são adicionados pela indústria", informou o site Medical Daily.

Sopas industrializadas

Bloomberg via Getty Images

Sopas prontas, principalmente as de tomate, podem esconder açúcar. A famosa sopa de tomate Campbell's tem cerca de 12 gramas de açúcar por porção.

Verifique a tabela nutricional das sopas de tomates porque este sabor costuma ter mais açúcar que os demais, pois o nutriente é usado pela indústria para cortar a acidez do tomate", disse Sanchia Parker, nutricionista australiana ao Medical Daily.

Pizza congelada

ullstein bild via Getty Images

Nem uma pizza está a salvo quando o assunto é açúcar escondido. Um pedaço de uma pizza congelada de queijo, por exemplo, contém cerca de 5 gramas de açúcar. Pizzas de pepperoni e calabresa podem ter ainda mais. O açúcar está concentrado, geralmente, no molho industrializado.

Produtos light e diet

James Keyser via Getty Images

Não faz muito tempo que a regra para emagrecer era comer tudo light e diet, mesmo não sendo diabético. Mesmo hoje, ainda é difícil comprar um iogurte ou um leite integral sem pesar na consciência.

Mas a verdade é que a indústria retira a gordura e adiciona açúcar, na tentativa de deixar o alimento gostoso e menos calórico -- enquanto um grama de gordura tem 9 calorias, um grama de carboidrato tem apenas 4.

"Pessoas que comem produtos light e diet não ficam saciadas da mesma maneira e acabam comendo mais do que se comessem um produto integral. Além disso, a pessoa pode ficar frustrada com o sabor, que não será igual ao original, e como recompensa e busca por satisfação, acaba comendo mais", disse a nutricionista Sophie Deram, ao HuffPost Brasil.

Pasta de amendoim

Sanny11 via Getty Images

A pasta de amendoim tem bastante benefícios e são ótimas fontes de energia. Porém, certas marcas acrescentam açúcares para tornar o produto mais apetitoso. Uma colher de sopa pode conter 4 gramas de açúcar. Se a pasta vier com sabor de chocolate ou mel, a quantidade de açúcar aumenta.

"Quando estiver no supermercado, escolha a que tiver amendoim seco tostado no topo dos ingredientes. Se tiver sal marinho em vez do refinado, melhor ainda", aconselhou a nutricionista americana Patricia Bannan, ao Medical Daily.

Águas vitaminadas

Bloomberg via Getty Images

Apesar de ela ser vendida como uma água saudável, muitas delas contêm elevadas quantidades de frutose (açúcar natural das frutas) e açúcar adicionado.

"Companhias geralmente usam dois ou três diferentes nomes de açúcar. Assim, em vez do açúcar aparecer como um dos primeiros ingredientes, eles aparecem no final da lista", explica a nutricionista Julie Upton.

Como saber quanto açúcar estamos ingerindo?

A primeira coisa a se fazer é ler a parte de trás das embalagens e procurar a tabela nutricional. Confira quanto carboidrato o alimento possui. Muitas embalagens especificam as gramas de açúcares neste tópico. Dê preferência aos carboidratos complexos, como pães e massas integrais.

Outra dica é procurar a lista de ingredientes. Pelas leis brasileiras, os ingredientes utilizados precisam estar em ordem de quantidade. Ou seja, os primeiros da lista são os que mais compõem o alimento.

Contudo, a indústria geralmente utiliza diversos nomes de açúcares, o que dificulta na identificação do nutriente na embalagem. Então, fique de olho nestes nomes que significam o tal do açúcar escondido: glucose/xarope de milho, xarope de malte, glicose, frutose, néctares, açúcar cristal, sacarose, açúcar invertido, maltodextrina, lactose, dextrose, entre outros.