ENTRETENIMENTO
21/07/2018 13:39 -03 | Atualizado 26/07/2018 16:10 -03

Tudo sobre o 13º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

Programação reúne 77 filmes de 11 países da América Latina e Caribe.

Programação oferece sessões com ingressos gratuitos e a preços acessíveis na capital paulista.
Montagem/Divulgação
Programação oferece sessões com ingressos gratuitos e a preços acessíveis na capital paulista.

Cinéfilos que estão em São Paulo: preparem-se. A 13ª edição do Festival de Cinema Latino-Americano, o Festlatino, começa na próxima quarta-feira (25). Panorama da recente produção cinematográfica de regiões vizinhas ao Brasil, o evento exibe este ano 77 filmes de 11 países da América Latina e Caribe.

Os longas e curtas-metragens serão exibidos com entrada gratuita ou preços acessíveis (de R$ 6 a R$ 12) nas salas do Memorial da América Latina, Cinesesc, CCBB e do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc.

A programação conta também com uma seleção de filmes chilenos, a mostra infantil Latininhos, além de uma série de atividades paralelas, incluindo debates, bate-papos e oficinas. Diferente de anos anteriores, em 2018 o festival presta homenagem não a uma, mas sim duas personalidades do audiovisual latino-americano: o cineasta paulista Jeferson De e a atriz argentina Inés Efron.

Conhecida pelo público brasileiro por conta de sua participação no filme Medianeras – Buenos Aires na Era do Amor Virtual (2011), Inés virá ao Brasil para acompanhar o evento, que deve exibir quatro filmes estrelados por ela, incluindo a comédia Voley (2015) – que tem no elenco outro nome conhecido dos cinéfilos do País: Chino Darín, filho do astro argentino Ricardo Darín.

Sinopse: Nicolás, Pilar, Cata, Manuela e Nacho são amigos desde a adolescência. Aos 25 anos continuam juntos, embora tenham mais diferenças do que pontos de encontro. Nico propõe passar o réveillon na casa familiar do Tigre. Sem consultar ninguém, Manuela convida Belén, sua amiga de infância. A resistência do grupo se faz sentir: Belén é superficial e vaidosa. No entanto, a sua beleza física faz com que os homens a aceitem com mais facilidade e a recusa inicial parece ter sido superada.

Jeferson De ganhará uma retrospectiva de sua filmografia, reconhecida por propor discutir questões sociais e pelo protagonismo negro. O cineasta ganhou projeção nacional com o filme Bróder (2010), ganhador de cinco prêmios no Festival de Gramado, incluindo o de Melhor Diretor.

Sinopse: Macu, Jaiminho e Pibe são amigos de infância. Jaiminho tornou-se jogador de futebol, alcançando a fama. Pibe vive com sua esposa, Cláudia, e tem um filho com ela, precisando trabalhar muito para pagar as contas da casa. Já Macu passa a envolver-se com o mundo do crime no Capão Redondo, bairro onde cresceram. A festa de aniversário de Macu faz com que os três jovens se reúnam. Em meio à alegria do reencontro, a sombra do mundo do crime ameaça a amizade do trio.

É dele também a produção que abre o festival.

Estrelado por Lázaro Ramos, Aílton Graça e Antonio Pitanga, o inédito Correndo Atrás será exibido na quarta (25), às 19h30, no Memorial da América Latina, na região da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo.

Divulgação

Sinopse: Paulo Ventania vive um dia após o outro, fazendo qualquer coisa para ganhar algum dinheiro. Ao ver-se sem saída, esbarra na oportunidade de tornar-se um empresário de jogador de futebol ao conhecer Glanderson, um garoto da vizinhança com um enorme talento para o futebol devido à falta de dois dedos em seu pé direito. Em meio a trapaças, esperanças, altos, baixos e muito bom humor, a dupla inusitada faz seu melhor para fazer seu sonho realidade.

Entre os destaques da extensa programação estão os filmes:

- Os Fracos, de Raúl Rico e Eduardo Giralt Brun (México)

Divulgação

Sinopse: Victor tem uma briga com Selfie, menino de 13 anos que faz parte de uma gangue. Horas depois encontra morto seu querido cachorro. Ele pega suas armas e começa uma jornada a bordo de sua picape através do território hostil de Sinaloa, na costa pacífica do México, na qual terá que enfrentar suas fraquezas e aprender a suportar a injustiça, assim como suporta o sol queimando sua cabeça.

- Keyla, de Viviana Gómez Echeverry (Colômbia)

Divulgação

Sinopse: Keyla é uma adolescente que mora em Providência, uma pequena ilha do Caribe colombiano onde habita uma comunidade descendente de africanos, espanhóis e piratas ingleses. Um dia, seu pai sai para pescar mas não retorna. Enquanto procura por ele, Keyla recebe uma visita inesperada: a ex-mulher do pai vem da Espanha com seu meio-irmão. Esta é a história de uma família muito distanciada que se aproxima devido ao desaparecimento de um de seus membros.

- Mulheres do Caos Venezuelano, de Margarita Cadenas (Venezuela)

Divulgação

Sinopse: Mulheres venezuelanas desenham um retrato de uma sociedade caótica e nos apresentam ao pulso dessa população em perigo. Abrangendo diferentes origens e idades, essas mulheres representam uma espécie de barômetro da situação do país latino-americano.

Longas-metragens brasileiros terão pré-estreia mundial durante o evento.

É o caso de A Mata Negra, terror do cineasta capixaba Rodrigo Aragão; do documentário Como Fotografei os Yanomami, de Otávio Cury; e de Tunga, o Esquecimento das Paixões, dirigido por Miguel de Almeida.

Esse último aborda a trajetória do artista pernambucano morto em 2016, um dos maiores artistas plásticos da contemporaneidade. O filme (foto abaixo) encerrará o festival com exibição no dia 1º de agosto, às 20h, no Cinesesc, situado no centro da capital paulista.

Divulgação

Foco Chile

Esta é a segunda vez que o Festlatino apresenta uma seleção especial de novos filmes chilenos. Alguns títulos que integram a programação terão a presença de seus realizadores nas sessões. Na sequência, eles devem participar de bate-papo junto ao público.

Um destaque desse painel é Princesinha (2017), da premiada diretora Marialy Rivas.

Sinopse: Em um país remoto situado no fim do mundo, mora Tamara, de 12 anos. Ela cresceu dentro de um culto liderado pelo carismático Miguel, a quem adora. Neste verão, a menina tomará conhecimento da missão da sua vida: ter um filho santo com Miguel assim que ela tiver a primeira menstruação.

Latininhos

A mostra voltada para os pequenos oferecerá sessões de quatro longas de animação. Chamam atenção nessa lista o filme Viva – A Vida É Uma Festa (2017), vencedor do Oscar de Melhor Animação; e Um Time Show de Bola (2013), do diretor argentino vencedor do Oscar Juan José Campanella.

Sinopse: Desde garoto Amadeo é aficionado por pebolim, tendo construído seus próprios jogadores. Ao ser desafiado por um garoto arrogante, algo mágico acontece e os bonecos da mesa de jogo ganham vida para ajudar o seu companheiro de grandes jogadas.

O encerramento do Festlatino 2018 ocorre no próximo dia 1º de agosto. A programação completa está disponível no site oficial.

Photo gallery
Os 25 melhores filmes dos últimos 25 anos segundo o IMDB
See Gallery