COMPORTAMENTO
19/07/2018 12:50 -03 | Atualizado 19/07/2018 12:50 -03

A meditação pode mudar a maneira como corremos?

Para correr é preciso fortalecer as nossas pernas, certo? Mais ou menos.

Christopher Malcolm via Getty Images

Para correr é preciso fortalecer as nossas pernas, certo? Mais ou menos. Para muita gente, o grande desafio da corrida está em controlar os pensamentos e a ansiedade.

E para essas pessoas, muito além de exercícios de musculação, uma outra prática tem feito toda a diferença durante as corridas: a meditação. Ou melhor, a atenção plena.

Experimente trocar as playlists de músicas com batidas aceleradas por um áudio guiado que vai te trazer maior percepção sobre o seu corpo e os seus pensamentos. Essa é a proposta do mindfull running.

As corridas guiadas tem como objetivo te ajudar a conectar a sua mente e o seu corpo. No início deste ano, os aplicativos de meditação Headspace e o de corrida Nike+Run Club lançaram uma parceria em que, durante 20 ou 30 minutos, o trajeto do exercício é acompanhado pela voz de Andy Puddicombe, monge budista e co-fundador do app.

Você vai ouvir Puddicombe e Chris Bennett, treinador do app da Nike, conversarem suavemente sobre o o que você deve estar sentindo enquanto corre, bem como quais são os pensamentos que você poderia focar ou quais sensações que você poderia abandonar. A ideia é que, após finalizar a corrida, você possa se conhecer um pouco melhor como atleta e também como pessoa.

Agora, se você nunca praticou a meditação, ou se você acha que não consegue correr, então pode ser que a ideia de juntar essas duas atividades realmente pareça um desafio. E tudo bem.

Porém, a corrida consciente, como o monge classifica, é simplesmente a capacidade de correr com uma intenção clara de prestar atenção em seu corpo e em seus pensamentos. Experimente desligar os fones de ouvido e prestar atenção em sua respiração. No início, pode ser que as sensações fiquem um tanto caóticas, mas, com o tempo você se perceberá simplesmente ali, presente no movimento e no exercício.

shapecharge via Getty Images

Como começar a correr com consciência

Em entrevista ao podcast Por Falar Em Corrida, Monja Coen, uma das principais referências do zen-budismo no Brasil, explica a relação entre corrida e meditação.

"Zen significa meditar. E quem medita é aquela pessoa que está com presença absoluta, que reconhece a realidade como ela é, que sabe como está o seu corpo, a sua passada, a sua respiração, e que, porque não, corre. É isso que é um Buda para nós, um ser que tem consciência sobre o seu corpo. E que sabe onde está pisando. Quem corre na rua sabe disso, que é preciso ter a consciência completa de onde você está."

Então, uma forma simples de unir a corrida e a meditação é aproveitar o momento em que você pratica o esporte para prestar atenção em sua respiração e em sua mente, se desligando dos estímulos externos.

Respire lentamente, sinta o seu pulmão encher e esvaziar e concentre-se nisso. É claro que os pensamentos vão surgir, e você não deve ignorá-los, mas apenas reconhece-los e deixá-los livres. Assim você pode focar naquilo que importa: estar presente.