POLÍTICA
13/07/2018 17:00 -03 | Atualizado 14/07/2018 14:53 -03

Ligado ao MBL e dono da Riachuelo, Flávio Rocha desiste de ser candidato à Presidência

Em nota, PRB afirma que é necessário unir "as forças de centro".

"Brasil passa por momento turbulento e não pode flertar com os extremos", disse Flávio Rocha.
Rodrigo Capote/Bloomberg/Getty Images
"Brasil passa por momento turbulento e não pode flertar com os extremos", disse Flávio Rocha.

O empresário Flávio Rocha (PRB), dono da Riachuelo, anunciou nesta sexta-feira (13) que desistiu de ser candidato a presidente da República. Defensor de uma agenda liberal na economia, Rocha era o nome do MBL (Movimento Brasil Livre) na disputa ao Palácio do Planalto.

"Eu e o meu partido, o PRB, entendemos que o Brasil passa por um momento turbulento e que não pode flertar com os extremos. Por isso, mais do que nunca, vemos como necessário que todos que sonham com um Brasil livre e democrático se unam em um único projeto de convergência", disse Rocha em vídeo divulgado nas redes sociais.

Na mensagem, o empresário ainda agradece "o apoio dos intrépidos garotos do MBL".

De acordo com a última pesquisa Datafolha, divulgada em 10 de junho, as intenções de voto em Rocha oscilavam entre 0% e 1%.

A desistência abre caminho para que o PRB apoie outro presidenciável. A sigla aguarda definições do chamado "centrão", bloco do qual faz parte, para decidir se estará com Geraldo Alckmin (PSDB) ou Ciro Gomes (PDT), nomes mais cotados por enquanto.

Lideranças de alguns partidos de centro devem se reunir neste sábado (14) em São Paulo para discutir o futuro do bloco nas eleições 2018.

União das "forças de centro"

Em nota divulgada nesta sexta, o PRB afirma que "é fundamental que as forças de centro se unam num único projeto".

Leia a íntegra da nota:

O PRB (Partido Republicano Brasileiro) vem a público informar a retirada da pré-candidatura do empresário Flávio Rocha a presidente da República.

A decisão foi tomada em conjunto entre o presidente nacional do partido, ex-ministro Marcos Pereira, Rocha e a bancada republicana no Congresso.

Há um entendimento claro de que o País não pode flertar com os extremos e, por isso, mais do que nunca durante todo o processo, é fundamental que as forças de centro se unam num único projeto.

Ao deixar a pré-candidatura, o PRB e Flávio Rocha abrem espaço para o diálogo firme em busca de construir a proposta mais equilibrada para o Brasil. O país não pode errar.

A partir de agora, os republicanos estarão integralmente debruçados em liderar esse processo e fazer valer a vontade da maioria dos brasileiros, que é o equilibro econômico, a retomada do crescimento e o reencontro com o emprego.

PRB – Partido Republicano Brasileiro

Marcos Pereira, presidente nacional

Flávio Rocha, empresário

Bancada do PRB no Congresso Nacional