NOTÍCIAS
06/07/2018 12:52 -03 | Atualizado 06/07/2018 14:27 -03

França passa pelo Uruguai e vai às semifinais da Copa da Rússia

Varane e Griezmann marcaram os gols que classificaram os campeões de 1998.

Griezmann ganha abraço de Mbappe. Camisa 7 marcou o gol que selou a classificação francesa às semifinais da Copa da Rússia.
Grigory Dukor / Reuters
Griezmann ganha abraço de Mbappe. Camisa 7 marcou o gol que selou a classificação francesa às semifinais da Copa da Rússia.

A França é a primeira classificada para as semifinais da Copa da Rússia. Nesta sexta-feira (6) pela manhã, a campeã mundial de 1998 venceu o Uruguai por 2 a 0 e, com o resultado, garantiu presença entre as 4 melhores do mundo em 2018.

Os gols do duelo foram marcados pelo zagueiro Varane, que atua pelo Real Madrid-ESP, ainda no primeiro tempo, e pelo atacante Griezmann, do Atletico de Madri-ESP, em uma falha grotesca do goleiro uruguaio Muslera, na etapa final.

Artilheiro uruguaio fez falta

O Uruguai sentiu bastante a ausência do artilheiro Cavani, destaque na classificação contra Portugal, e que não se recuperou totalmente de uma lesão sofrida nas oitavas de final.

Robbie Jay Barratt - AMA via Getty Images
Lesionado, Cavani ficou no banco e não pôde ajudar sua seleção a superar a França.

Sem ele no ataque, Suárez pouco produziu e os uruguaios só assustaram o goleiro Lloris em cabeçada de Cáceres, defendida milagrosamente pelo camisa 1 francês.

Frango de Muslera enterrou esperanças

Robert Cianflone - FIFA via Getty Images
Muslera falha, a bola entra e a França assegura classificação com gol de Griezmann.

O Uruguai começou o segundo tempo a mil por hora para tentar buscar o empate, mas o castigo veio logo aos 16 minutos quando Griezmann, em chute despretensioso da entrada da área, contou com falha grotesca do goleiro Muslera para fazer 2 a 0 e fechar o resultado.

Brasil ou Bélgica

A França, agora, espera o vencedor do duelo entre Brasil e Bélgica para saber quem cruzará seu caminho no caminho nas semifinais.

O Uruguai deixa Nizhny, arruma as malas e volta para casa, como já fizeram Argentina, Alemanha, Espanha e tantas outras potências nesse Mundial.

Assista ao editor do Yahoo! Sports, Fernando Olivieri, direto da Rússia: