COMPORTAMENTO
03/07/2018 11:39 -03 | Atualizado 03/07/2018 12:49 -03

Homens asiáticos enfrentam racismo em aplicativos de namoro

Parem de escrever “sinto muito, nada de asiáticos” em seus perfis nos sites de relacionamentos.

Lee Doud, um ator e produtor de origem racial mestiça, está acostumado a ouvir referências pejorativas casuais à sua origem chinesa. Isso lhe acontece até em encontros românticos. De todas as experiências frustrantes que ele já viveu, uma ocasião se destaca em sua memória. Foi um primeiro encontro que não deu nada certo.

Durante boa parte da noite pareceu que o outro rapaz estava curtindo Doud, elogiando o ator por seu sorriso enquanto os dois batiam papo. Mas então alguma coisa mudou.

"Ele me perguntou se eu era latino. Falei que não, que na realidade sou metade caucasiano e metade chinês", Doud contou ao HuffPost. "De repente ele começou a me tratar com frieza. Eu continuei a flertar, mas ele disse que não estava mais curtindo."

Doud perguntou diretamente se a falta de interesse tinha alguma coisa a ver com o fato de ele ser asiático-americano.

"O sujeito ficou sem jeito, mas negou enfaticamente, dizendo que não teve certeza de estar interessado desde o início e retirando os elogios que havia feito antes."

Doud entende que todo o mundo tem seu tipo ideal, "mas, pela reação dele quando soube de minha raça, ficou muito evidente que ele me achou sexy e exótico como latino, mas que, como asiático-americano, de repente virei indesejável."

Oscar Wong via Getty Images