NOTÍCIAS
02/07/2018 11:41 -03 | Atualizado 02/07/2018 11:41 -03

A homenagem do Google aos 100 anos de Athos Bulcão

Um doodle de azulejos! ❤️

Reprodução/Google

É com um doodle nas cores e nas formas geométricas dos azulejos mais famosos de Brasília que o Google homenageia nesta segunda-feira (2) o centenário de Athos Bulcão.

O artista que deu cor à capital federal nasceu no Rio de Janeiro em 2 de julho de 1918, chegou a iniciar o curso de medicina, mas o deixou para se dedicar à arte. Foi assistente de Portinari e se consagrou como pintor, escultor e desenhista.

Em um passeio pelos principais pontos turísticos de Brasília é inevitável topar com obras do artista. A cidade se tornou uma verdadeira galeria a céu aberto. São prédios e monumentos, como Congresso Nacional, Palácio do Planalto e o Palácio do Itamaraty, que levam a assinatura de Athos Bulcão.

Além dos azulejos, Athos é autor dos inusitados relevos do Teatro Nacional Cláudio Santoro e do teto com placas metálicas do Senado Federal. Sua obra pode ser vista em murais, painéis, relevos, ilustrações, fotomontagens...

Um dos trabalhos mais conhecidos está na Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, que fica entre as quadras 307 e 308 Sul e foi projetada por Oscar Niemayer. São azulejos de 1958 que se tornaram uma marca da capital federal.

Embora tenha ficado conhecido como o artista de Brasília, o desenhista também está presente em monumentos em Cuiabá, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Natal, Aracaju, Vitória e Salvador.

Há 10 anos, Athos faleceu. Em 1991, ele começou tratamento contra o Mal de Parkinson, no Hospital Sarah Kubitscheck, em Brasília - o qual também é decorado com obras do artista. Em 2008, aos 90 anos, Athos faleceu após uma parada cardiorespiratória.

Reflexo @fundathos na @camaradeputados.

A post shared by Maurício Ferreira de Araújo (@mfa.photo) on