NOTÍCIAS
28/06/2018 17:11 -03 | Atualizado 03/07/2018 18:17 -03

Oitavas de final da Copa da Rússia: A tabela dos jogos da próxima fase

Quartas de final já têm duelos definidos. Fase começa na próxima sexta-feira (6), com Brasil em campo.

Roberto Firmino fez o gol que sacramentou a classificação do Brasil às quartas de final.
David Gray / Reuters
Roberto Firmino fez o gol que sacramentou a classificação do Brasil às quartas de final.

A Copa da Rússia está pegando fogo. A fase oitavas de final teve jogos de tirar o fôlego até o último e decisivo duelo, vencido nos pênaltis pela Inglaterra diante da Colômbia. Mas vamos contar a história na ordem correta, certo?

No sábado (30), a França, de Kylian Mbappe, venceu a Argentina por 4 a 3 e foi a primeira classificada à às quartas de final do torneio.

A seleção campeã do mundo em 1998 agora vai encarar o Uruguai, que despachou Portugal com uma vitória por 2 a 1, com dois gols de Cavani.

No domingo (1), a Rússia, anfitriã do torneio, venceu a Espanha por 4 a 3, nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, e explodiu o país em alegria.

Um pouquinho mais tarde, também nas cobranças de pênalti, foi a vez da Croácia superar a Dinamarca após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar e na prorrogação e garantir o direito de encarar os russos na sequência da competição.

Quem também já está nas quartas é a Seleção Brasileira, que bateu o México por 2 a 0, com gols de Neymar e Roberto Firmino, e garantiu presença para encarar a Bélgica, que fez 3 a 2 no Japão, de virada, e também beliscou uma vaga entre as 8 melhores do mundo.

Suécia avança com propriedade

No jogo entre Suíça e Suécia, quem se deu bem foi a pátria de Zlatan Ibrahimovic. Os suecos não tomaram conhecimento da forte defesa suíça que deu trabalho ao Brasil na estreia, e venceram por 1 a 0.

Agora, os suecos terão pela frente os ingleses, que passaram nos pênaltis pela Colômbia. O jogo teve contornos dramáticos, com direito a gol salvador de Yerry Mina no último minuto do tempo normal...Pena, para os colombianos, que o final não foi tão feliz.

Confira a tabela completa das oitavas de final da Copa:

Sábado (30/6)

França (1º C) 4 x 3 Argentina (2º D) - 11 horas

Uruguai (1º A) 2 x 1 Portugal (2º B) - 15 horas

Domingo (1/7)

Espanha (1º B) 1 (3) x 1 (4) Rússia (2º A) - 11 horas

Croácia (1º D) 1 (3) x 1 (2) Dinamarca (2º C) - 15 horas

Segunda (2/7)

Brasil (1º E) 2 x 0 México (2º F) - 11 horas

Bélgica (1º G ) 3 x 2 Japão (2º H) - 15 horas

Terça (3/7)

Suécia (1º F) 1 x 0 Suíça (2º E) - 11 horas

Colômbia (1º H) 1 (2) x 1 (4) Inglaterra (2º G) - 15 horas

As rodadas decisivas de cada grupo

Pelo Grupo A, a Rússia, anfitriã do torneio, e que vinha sendo apontada como sensação após duas boas vitórias — 5 a 0 na Arábia Saudita e 3 a 1 no Egito — perdeu a invencibilidade e a primeira posição na chave.

O responsável pela tristeza da torcida local foi o Uruguai, que também entrou em campo com 100% de aproveitamento. Luis Suárez, cobrando falta, Cheryshev (contra) e Cavani marcaram os gols da vitória por 3 a 0 e classificaram os uruguaios na primeira colocação.

No jogo dos eliminados da chave, a Arábia Saudita levou a melhor sobre o Egito, do craque Mohamed Salah: 2 a 1 e despedida honrosa do Mundial. Para o craque egípcio, sobrou o consolo de ter marcado seu segundo gol na Copa.

VAR define posições do Grupo B

O Grupo B também definiu os classificados — e os adversários de Rússia e Uruguai nas oitavas de final — nesta segunda-feira. E quem chamou a atenção dos holofotes foi o árbitro de vídeo (VAR).

Matthew Childs / Reuters
Placar do estádio anuncia revisão em lance de Portugal x Irã.

A tecnologia entrou em campo de maneira decisiva nos dois jogos. Na partida da Espanha, foi acionado e validou o gol de empate da Espanha diante de Marrocos, antes anulado por um suposto impedimento.

Alexander Demianchuk via Getty Images
Espanha, de Sérgio Ramos, tropeçou em Marrocos, mas passou na primeira posição.

Os campeões mundiais de 2010 ficaram com a classificação ameaçada, mas garantiram a liderança do grupo graças ao Irã.

Os iranianos marcaram, em pênalti assinalado pelo VAR, um gol de pênalti, e arrancaram empate por 1 a 1 com Portugal.

O resultado levou a seleção lusitana para o segundo lugar da chave. Portugal abriu o placar com um golaço de Quaresma e poderia ter feito 2 a 0, mas Cristiano Ronaldo perdeu uma cobrança de pênalti (também assinalado pelo auxílio da tecnologia).


Argentina sofre, mas avança. França e Dinamarca são vaiadas

A Argentina, de Lionel Messi, sofreu, mas garantiu sua classificação ao bater a Nigéria por 2 a 1, com boa atuação de seu camisa 10.

A outra vaga do Grupo D ficou com a Croácia, que manteve os 100% de aproveitamento ao passar pela Islândia, também por 2 a 1.

Pelo Grupo C, as duas vagas ficaram com França e Dinamarca, que empataram por 0 a 0 sob vaias da torcida e avançaram.

No outro jogo do grupo, o Peru bateu a Austrália por 2 a 0 e se despediu na terceira posição.

Choro alemão

Christof Koepsel via Getty Images
Criança chora de tristeza após eliminação surpreendente da Alemanha.
]

A quarta-feira (27) começou com a definição do Grupo F e uma surpresa gigante. A "Maldição" da Copa voltou a atacar e decretou a eliminação prematura da Alemanha da Copa.

Os germânicos foram surpreendidos pela Coreia do Sul, perderam por 2 a 0 e terminaram o grupo na terceira posição, já que na outra partida a Suécia atropelou o México, fez 3 a 0 e fechou a chave na primeira colocação.

Brasil passa em primeiro e pega o México

KIRILL KUDRYAVTSEV via Getty Images
Seleção bateu a Sérvia e garantiu o primeiro lugar.

A Seleção Brasileira fez o que dela se esperava e, com gols de Paulinho e Thiago Silva, bateu a Sérvia por 2 a 0 e garantiu a primeira colocação do Grupo E.

A Sérvia foi eliminada e a segunda vaga do grupo ficou com a Suíça, que empatou por 2 a 2 com a Costa Rica e agora encara a Suécia nas oitavas.

Senegal se despede e Japão passa nos cartões

Marcos Brindicci / Reuters
Jogador senegalês é consolado por rival colombiano: Derrota e adeus dos africanos.

O penúltimo grupo a ser definido foi o H, que teve os duelos entre Senegal e Colômbia e Polônia e Japão na manhã de sexta-feira (28).

A maior surpresa ficou por conta da eliminação senegalesa, já que os africanos precisavam somente de um empate contra a Colômbia para seguir adiante, mas acabaram derrotados por 1 a 0.

Esse resultado, combinado com a derrota do Japão para a já eliminada Polônia, decretou a passagem colombiana como primeira da chave, e a do Japão em segundo, pelos critérios de desempate - levou menos cartões amarelos do que Senegal.

Dan Mullan via Getty Images
Bélgica bateu a Inglaterra e "roubou" a liderança dos rivais no Grupo G.

Bélgica mantém 100%

Bélgica e Inglaterra se enfrentaram já classificadas no Grupo G, mas faltava definir quem seria a campeã do grupo. E nenhuma das duas seleções se esforçou para terminar a chave na ponta, o que fez a torcida vaiar as duas equipes ao fim do primeiro tempo.

No início da etapa final, no entanto, tudo mudou. A Bélgica voltou com mais vontade e, com um golaço de Adnan Janujaj, venceu por 1 a 0, manteve os 100% de aproveitamento e "roubou" a primeira posição da chave dos ingleses.

No outro jogo da chave, o Panamá tentou conseguir sua primeira vitória em Copas e saiu na frente da Tunísia, mas acabou cedendo a virada no segundo tempo e perdeu por 2 a 1.

Assista ao editor do Yahoo! Sports, Fernando Olivieri, direto da Rússia: