NOTÍCIAS
27/06/2018 12:56 -03 | Atualizado 27/06/2018 18:41 -03

Alemanha perde da Coreia e está eliminada: 'Maldição' ataca de novo e atual campeã fica fora da Copa da Rússia

Vexame já havia feito Espanha e Itália de vítimas nas duas últimas edições de Mundiais.

Atacante da Alemanha não acredita no que aconteceu nesta quarta: campeã mundial de 2014 está eliminada na primeira fase.
SAEED KHAN via Getty Images
Atacante da Alemanha não acredita no que aconteceu nesta quarta: campeã mundial de 2014 está eliminada na primeira fase.

Quem sonhava com uma revanche do 7 a 1 de 2014, ou estava preocupado com a possibilidade de a Seleção Brasileira encontrar com a Alemanha nas oitavas de final da Copa da Rússia, pode respirar aliviado.

Apesar de ter lutado até o fim para superar a quase eliminada Coreia do Sul nesta quarta-feira, a atual campeã mundial foi surpreendida pelo bravo time oriental e perdeu por 2 a 0, com 2 gols validados após intervenção do VAR (árbitro de vídeo).

Para piorar, no outro duelo do Grupo F, a Suécia derrotou o México por 3 a 0 e confirmou a Alemanha como a mais nova vítima da "maldição" das Copas.

Os resultados combinados fecharam a chave com a Suécia na primeira colocação, com 6 pontos e 3 gols de saldo. O México, que perdeu a invencibilidade no torneio, ficou com a segunda vaga, com os mesmos 6 pontos dos suecos, mas saldo negativo de 1 gol.

'Maldição' só não pegou o Brasil recentemente

A "maldição" das campeãs tem feito vítimas desde a Copa do Mundo de 2002, disputada na Ásia. Na ocasião, a França, campeã na edição anterior, deu vexame e foi eliminada na primeira fase com derrotas para Senegal e Dinamarca, além de um empate com o Uruguai.

A única exceção foi a Seleção Brasileira, que conquistou pentacampeonato em 2002 e, na Copa seguinte, disputada na Alemanha, caiu somente nas quartas de final, com uma derrota por 1 a 0 para a França.

Campeã do mundo em 2006, na Alemanha, a Itália foi para a Copa da África do Sul, 4 anos mais tarde, com status de favorita. Com uma campanha abaixo da crítica, no entanto, a Azzurra deu adeus ao torneio logo após a primeira fase — sem vencer um jogo sequer.

Os italianos estrearam na competição empatando por 1 a 1 com o Paraguai, dia 14 de junho, e repetiram o placar diante da fraca Nova Zelândia, 6 dias depois. Na terceira partida do grupo, precisavam vencer a Eslováquia para ter chance de classificação, mas perderam por 3 a 2 e se despediram de forma melancólica da África do Sul.

A 'maldição de campeão' fez nova vítima no Mundial disputado no Brasil. E com requintes de crueldade. Campeã na África do Sul pela primeira vez em sua história, a Espanha chegou para 2014 com pose de favorita, mas caiu do cavalo – ou melhor, do touro – já na primeira fase.

A estreia foi diante da Holanda, em uma reedição da final da Copa de 2010, mas que terminou com um resultado completamente diferente: 5 a 1 para os vice-campeões mundiais, com direito a olé para cima dos espanhóis.

A eliminação veio de forma antecipada já na segunda rodada, com nova derrota espanhola, desta vez para o Chile: 2 a 0, em jogo disputado no Maracanã. Na despedida, Xavi, Iniesta e companhia venceram a Austrália por 3 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba, mas de nada adiantou.

Assista ao editor do Yahoo! Sports, Fernando Olivieri, direto da Rússia: