COMIDA
25/06/2018 10:56 -03 | Atualizado 25/06/2018 10:57 -03

Gosta de mascar chiclete? Veja o que ele faz com o meio ambiente

Essa vai ser difícil engolir.

Você pode querer parecer descolado ou simplesmente manter o hálito refrescante, mas os chicletes não fazem nada bem para o planeta.

Na realidade, eles são feitos de ingredientes de difícil decomposição, incluindo borracha sintética, que também é utilizada na fabricação de pneus de carros e pisos. Outra questão é a sujeira.

Segundo a organização Keep Britain Tidy, 95% das ruas e calçadas do país têm chicletes. A Associação dos Governos Locais também recomendou a criação de um imposto especial para ajudar na limpeza.

É hora de tornar esse hábito ambientalmente correto. Eis tudo o que você precisa saber.

Rawpixel via Getty Images

O chiclete demora muito tempo para se decompor

A maioria dos chicletes não é biodegradável, então é provável que aquele chiclete que você acabou de mascar continue por aí muito tempo depois de você morrer. Um ingrediente particularmente problemático é o acetato de polivinil, um polímero termoplástico também usado na manufatura de cola e que é usado como base de vários dos chicletes mais populares do Reino Unido. Ele vai ficar grudado em algum lugar durante muito tempo.

A Wrigley, uma das maiores fabricantes de chicletes do mundo, confirma que o acetato de polivinil é usado em alguns de seus produtos. Quando o HuffPost questionou quais das marcas incluem esse ingrediente, a empresa não foi capaz de responder.

Você sabia que chiclete pode ser reciclado?

Não se desespere. Há maneiras muito sustentáveis para cuidar do chiclete dispensado. A designer britânica Anna Bullus ajudou a criar a primeira empresa do mundo que recicla e reprocessa chicletes. Com apoio de empresas como a Wrigley, a nova companhia, chamada Gum Drop, faz produtos como lápis, solas de sapato e copos de café.

Segundo Anna, a goma de mascar é a segunda maior fonte de lixo nas ruas do mundo. "Gastamos 150 milhões de libras por ano limpando chicletes das ruas. Queria criar uma solução que atacasse esse problema e que também incorporasse reciclagem", disse ela ao HuffPost UK.

A empresa de reciclagem Terracycle também tem projetos de reciclagem de chicletes nos Estados Unidos e no México e espera lançar em breve iniciativas do tipo no Reino Unido. "Limpamos e misturamos [os chicletes recolhidos] com outros plásticos e borrachas. Podemos então produzir seguradores de porta e pisos emborrachados", disse ao HuffPost UK Stephen Clarke, chefe de comunicação da Terracycle Europe.

Existem alternativas biodegradáveis

Quem quiser trocar o chiclete tradicional por uma alternativa ambientalmente correta, existem algumas possibilidades. O Chicza não é apenas biodegradável como contém borracha elástica da goma do sapotizeiro, uma árvore encontrada nas florestas tropicais. Uma opção vegana e sem plástico ou glúten é o Chewsy, produzido a partir de cinco ingredientes completamente naturais.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.