NOTÍCIAS
20/06/2018 09:54 -03 | Atualizado 20/06/2018 10:04 -03

Canadá legaliza maconha para uso recreativo

Os canadenses poderão comprar e consumir legalmente a maconha a partir de setembro.

Já as comidas que incluem cannabis não estarão disponíveis imediatamente.
Mike Hutchings / Reuters
Já as comidas que incluem cannabis não estarão disponíveis imediatamente.

O Senado canadense aprovou nesta terça-feira (19) o projeto de lei que legaliza o uso recreativo da maconha em nível nacional.

O Cannabis Act passou pelo Senado com 52 votos a favor contra 29 votos contrários. Os canadenses poderão comprar e consumir legalmente a maconha a partir de setembro.

Com isso, o Canadá se tornou o primeiro país do G7 (grupo dos países ricos) a legalizar o uso recreativo da maconha. Fora do grupo, o primeiro país a liberar a erva foi o Uruguai, há quatro anos.

Os canadenses poderão comprar a droga online por produtores federais licenciados, plantar até quatro mudas da planta em casa e adultos poderão ter em posse até 30 gramas de cannabis em público.

Já as comidas que incluem cannabis não estarão disponíveis imediatamente, porque o governo precisa de tempo para estabelecer regulações específicas para esses produtos.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, já havia se manifestado a favor da aprovação da proposta. Além disso, ele defende publicamente, o cultivo doméstico da maconha.

Assim que a lei foi aprovada, Trudeau, comentou no Twitter colocando em pauta os lucros da criminalidade, que terão outros destinos:

"Tem sido muito fácil para as nossas crianças comprarem maconha - e para os criminosos roubarem os lucros. Hoje, a gente muda isso. O nosso plano para legalizar e regularizar a maconha acabou de passar pelo Senado. #PromessaCumprida".

O projeto agora seguirá para sanção da governadora-geral do país, Julie Payette, representante da Coroa Britânica no Canadá.

Segundo a imprensa local, o processo de legalização deverá durar cerca de quatro meses.

(Com informações da ANSA e Agência Brasil)