NOTÍCIAS
18/06/2018 09:32 -03 | Atualizado 18/06/2018 09:33 -03

Hexa continua vivo: História mostra que empate em estreia não é sinal de fracasso

Espanha, campeã mundial em 2010, perdeu primeiro jogo do torneio para a própria Suíça.

Empate com Suíça não foi resultado dos sonhos, mas Seleção não pode perder confiança, dizem especialistas e atletas.
Marko Djurica / Reuters
Empate com Suíça não foi resultado dos sonhos, mas Seleção não pode perder confiança, dizem especialistas e atletas.

O sonho da Seleção Brasileira de conquistar o hexa na Copa da Rússia deu uma leve esfriada após o tropeço na estreia diante da Suíça, domingo, na Arena Rostov.

O empate por 1 a 1, determinado principalmente pelos erros de arbitragem, prejudicou o planejamento da comissão técnica para a primeira fase do torneio, mas não deve desanimar o torcedor. Pelo menos é isso o que a História recente mostra.

Em 2010 a Espanha, que era considerada uma das favoritas ao título, começou o torneio disputado na África do Sul com uma derrota por 1 a 0 para própria Suíça, rival que complicou a vida do Brasil em terras russas.

Ao fim do jogo de domingo, alguns comentaristas esportivos lembraram do exemplo espanhol para dar um alento ao torcedor brasileiro.

Maurício Noriega, do SporTV, foi direto em sua análise: "Não acabou a Copa do Mundo para o Brasil. Muito pelo contrário. O time mostrou que tem jogadores para fazer uma boa competição".

Lédio Carmona, companheiro de bancada de Noriega, endossou a opinião, mas fez um alerta. "Desta vez não vai dar para fazer testes no último jogo, já que a Sérvia largou na frente."

Carmona se referiu à vitória dos europeus sobre a Costa Rica no outro duelo do Grupo E. Como os sérvios têm dois pontos a mais do que o Brasil (3 a 1), podem chegar ao jogo final à frente da Seleção, e fechar a chave na primeira posição, o que, em teoria, pode complicar o caminho brasileiro nas fases seguintes.

Getty Images
Capitão da Seleção, Marcelo confia na recuperação do Brasil.

Jogadores concordam e miram recuperação

O tropeço contra os suíços não abalou a confiança da Seleção na luta pelo hexa. Na saída do estádio, o discurso foi praticamente uníssono. "Em Copa do Mundo o importante é não perder. Tem mais 2 jogos para poder jogar bem e ganhar. A gente queria vencer, mas um empate pode ser bom no futuro", frisou o lateral-esquerdo Marcelo, capitão da equipe na estreia na Rússia.

O meia Willian pediu foco para que o empate não atrapalhe. "O importante é continuar mentalmente forte. A Costa Rica será outro adversário difícil, então temos que olhar para a frente e focar a vitória."

Companheiro de quarteto, Gabriel Jesus mandou o recado: "ninguém ganha ou perde um campeonato na primeira partida. Estamos mais do que vivos, mas segue de aprendizado".

Para o técnico Tite, a Seleção não foi perfeita, mas o planejamento continua. O técnico fez uma projeção de que com 5 pontos o time estará na próxima fase.

"Dei um dado estatístico para vocês, apenas isso. Dois terços do jogo eu fiquei contente. Foi a característica do nosso time. Depois, o adversário cresceu, e isso mudou. A gente criou, mas nos precipitamos na finalização. Isso fica de lição para o próximo jogo", concluiu.