NOTÍCIAS
16/06/2018 17:53 -03 | Atualizado 16/06/2018 21:39 -03

Pênalti perdido por Messi e uso do VAR marcam sábado na Copa da Rússia. Confira os resultados dos jogos.

Argentina tropeçou diante da estreante Islândia e França venceu com auxílio da tecnologia.

Messi desperdiçou pênalti e Argentina não passou de um empate com a Islândia.
Carl Recine / Reuters
Messi desperdiçou pênalti e Argentina não passou de um empate com a Islândia.

O agitado sábado (16) de futebol na Copa da Rússia teve como principais destaques um dos maiores craques do futebol atual e uma inovação que está estreando em Mundiais nesse ano de 2018.

O destaque negativo vai para Lionel Messi. Craque do Barcelona, o camisa 10 parece continuar sofrendo com a fama de "não jogar bem pela Argentina".

Neste sábado, diante da Islândia, estreante em Copas, Messi não rendeu o esperado e, para completar, ainda desperdiçou uma cobrança de pênalti, contribuindo diretamente para o empate por 1 a 1.

A má partida de Messi rendeu reações imediatas nas redes sociais, principalmente dos fãs de Cristiano Ronaldo, maior rival do argentino nas disputas pelos prêmios de Melhor do Mundo, e que estreou sexta-feira (15) por Portugal marcando três gols no empate com a Espanha.

VAR faz história

Além de Messi, o destaque do sábado ficou para a utilização do VAR (Vídeo Assistant Referee), o popular árbitro de vídeo, que está em ação pela primeira vez em Copas na competição com sede na Rússia.

Jan Kruger via Getty Images
Árbitro Bakary Gassama revê jogada e marca pênalti em cima do peruano Cueva.

No jogo que abriu o sábado, o VAR foi acionado e ajudou o uruguaio Andres Cunha, árbitro de campo, a corrigir um equívoco e marcar penalidade a favor da França, convertida por Griezman. No mesmo jogo, o chip que é instalado nas bolas da Copa acusou que o chute de Pogba, que bateu no travessão e pingou na linha, ultrapassou a linha do gol, decretando a vitória por 2 a 1 sobre a Austrália.

O assistente de vídeo voltou aos holofotes no penúltimo jogo do dia, auxiliando a arbitragem de campo a marcar penalidade em cima de Cueva no jogo entre Peru e Dinamarca, em duelo válido pelo mesmo grupo da França, e que marcou o retorno de Paolo Guerrero ao futebol.


Na cobrança, no entanto, o meia que joga no São Paulo pegou mal na bola e mandou para a arquibancada. O castigo veio no segundo tempo, quando, em rápido contra-ataque, Yurary Poulsen bateu colocado na saída do goleiro e decretou a vitória da Dinamarca: 1 a 0.

Estreia brasileira

O dia terminou com um agitado duelo entre Croácia e Nigéria pelo Grupo D, o mesmo da Argentina. Uma atração extra para a partida foi a estreia da arbitragem brasileira na Copa.

ATTILA KISBENEDEK via Getty Images
Nigeriano Oghenekaro Etebo (8) marcou contra o gol que decretou a vitória da Croácia neste sábado.

Sandro Meira Ricci, representante do País escolhido para atuar na Copa da Rússia, teve atuação tranquila e não comprometeu no duelo que acabou com vitória dos europeus: 2 a 0, com um gol contra do camisa 8 da Nigéria e outro do meia Modric, cobrando pênalti.