NOTÍCIAS
15/06/2018 16:56 -03 | Atualizado 15/06/2018 17:13 -03

Cristiano Ronaldo rouba a cena no segundo dia da Copa da Rússia. Veja os resultados dos jogos

Melhor jogador do mundo marcou os 3 gols no empate diante da Espanha.

Lucy Nicholson / Reuters
Cristiano Ronaldo foi o cara do jogo entre Portugal e Espanha: 3 gols.

Se o primeiro dia de Copa da Rússia ficou marcado pela maior goleada da História em um jogo de abertura — 5 a 0 dos anfitriões sobre a Arábia Saudita —, o segundo teve como protagonista ninguém menos do que o melhor jogador do mundo: Cristiano Ronaldo.

O camisa 7 de Portugal chamou a responsabilidade para si e, com três gols, foi o grande nome do jogaço contra a Espanha, que terminou empatado por 3 a 3.

Cristiano Ronaldo abriu o placar logo no início do duelo, em pênalti duvidoso que ele mesmo sofreu, marcou o segundo ainda no primeiro tempo, em uma falha grotesca do goleiro espanhol De Gea e, na etapa final, em cobrança de falta perfeita, salvou Portugal da derrota.

O camisa 7 português chegou a seis em quatro Copas disputadas (2006, 2010, 2014 e 2018) e deixou o jogo como artilheiro isolado do Mundial, à frente de Diego Costa, brasileiro naturalizado espanhol, e do russo Cheryshev, que brilhou na goleada sobre a Arábia Saudita, a maior em um jogo de abertura de Copas.

Outros resultados

A sexta-feira começou com um duelo entre o Uruguai, bicampeão mundial, e o Egito, do craque Salah (que passou o jogo todo no banco), pelo Grupo A, o mesmo da Rússia.

Apesar do favoritismo aparente, o time sul-americano sofreu mais do que o esperado e só conseguiu vencer com um gol de Giménez aos 44 minutos da etapa final: 1 a 0.

O segundo duelo do dia foi válido pelo Grupo B, o mesmo de Espanha e Portugal. Irã e Marrocos, azarões da chave, fizeram um jogo bastante interessante, com as duas equipes buscando superar as limitações técnicas com muita aplicação.

Assim como ocorrera no duelo entre uruguaios e egípcios, a partida foi definida nos instantes finais, já nos acréscimos do segundo tempo. E com requintes de crueldade: Aziz Bouhaddouz, aos 50 minutos, tentou cortar um cruzamento e marcou contra, decretando a vitória do Irã por 1 a 0.