NOTÍCIAS
14/06/2018 00:29 -03 | Atualizado 14/06/2018 00:58 -03

Copa da Rússia é a terceira sem o campeão no jogo de abertura

Sistema foi adotado de 1966, na Inglaterra, a 2002, na Copa do Mundo disputada na Ásia.

Zabivaka é o mascote oficial da Copa da Rússia
Marko Djurica / Reuters
Zabivaka é o mascote oficial da Copa da Rússia

A Copa da Rússia terá como jogo de abertura o encontro entre os donos da casa e a Arábia Saudita, nesta quinta-feira (14), ao meio-dia (horário de Brasília), em Moscou.

Essa será apenas a terceira Copa da História que não contará com um time campeão mundial em campo no jogo de abertura, desde que o sistema passou a ser adotado, em 1966, na Inglaterra.

Na ocasião, os ingleses, vencedores do torneio naquele ano, fizeram o jogo inaugural diante do Uruguai, que entrou em campo carregando o status de bicampeão mundial (1930/1950).

Na Copa seguinte, em 70, no México, aconteceu o primeiro encontro sem campeões em campo, com os donos da casa encarando a hoje extinta União Soviética. O torneio terminou com a Seleção Brasileira como tricampeã.

Nova tradição

A obrigação de ter em campo o último país campeão mundial durou de 70 até 2002. Na Alemanha, em 2006, a regra mudou e passou a exigir apenas que o anfitrião da competição estivesse envolvido no jogo de abertura. Como a Alemanha já tinha estrelas no peito, a tradição com os campeões, indiretamente, prosseguiu.

Quatro anos mais tarde, em 2010, na África do Sul, o segundo jogo de abertura de Copas sem um campeão presente aconteceu, com a seleção dona da casa encarando o México na primeira partida da competição e empatando por 1 a 1 (vídeo acima).

Confira a tabela completa da Copa da Rússia clicando aqui.