COMIDA
08/06/2018 11:54 -03 | Atualizado 08/06/2018 11:55 -03

31 alimentos comuns que podem causar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável

Se depois de uma refeição parece que você está grávida de 6 meses, esta informação é para você.

IBS symptoms include intense bloating, cramps and diarrhoea.
Um motivo por que algumas pessoas têm essa reação desconfortável a certos alimentos (ou refeições que contenham esses alimentos) é que eles possuem FODMAP alta.

A maioria de nós já passou por isso: você sai e come uma refeição deliciosa, e meia hora depois seu estômago está tão dilatado que caberia um bebê. Normalmente é nessa hora que desabotoamos nosso jeans, ou vamos para casa e vestimos calças de elástico, vamos para a cama e lá ficamos encolhidos até que a dor desapareça.

Se isso está acontecendo com muita frequência, você pode ter Síndrome do Intestino Irritável (SII), que é tão irritante quanto soa.

Um motivo por que algumas pessoas têm essa reação desconfortável a certos alimentos (ou refeições que contenham esses alimentos) é que eles possuem FODMAP alta.

"FODMAP significa oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacáridos e polióis, e eles são os diferentes tipos de carboidratos ou açúcares que não são bem digeridos, ou absorvidos, pelo trato gastrointestinal", disse Chloe McLeod, nutricionista credenciada e diretora do Desafio FODMAP, ao HuffPost Austrália.

"Eles podem causar desconfortos intestinais como inchaço, cólicas estomacais, constipação, diarreia ou refluxo. Obviamente isso é muito desconfortável e é algo que as pessoas gostariam de evitar."

O que é uma dieta pobre em FODMAP?

FODMAPs são uma coleção de carboidratos de cadeia curta e álcoois de açúcar encontrados em alimentos naturalmente ou como aditivos alimentares. Os FODMAPs incluem frutose (quando em excesso de glicose), frutanos, galacto-oligossacarídeos (GOS), lactose e polióis (sorbitol e manitol).

Uma dieta baixa em FODMAPs é cientificamente comprovada e é usada internacionalmente como uma terapia alimentar eficaz para a síndrome do intestino irritável (SII) e sintomas de um intestino irritável. Tais sintomas incluem gases excessivos (flatos), dor abdominal, inchaço e distensão, náuseas e alterações nos hábitos intestinais (diarreia e/ou prisão de ventre).

Um número estimado de 35% da população australiana tem intolerância a um ou mais FODMAPs acima. No entanto, nem todos FODMAPs causarão sintomas em todos os pacientes. Controlando e gerenciando o consumo de alimentos que contêm os FODMAPs que lhes causam os sintomas, os indivíduos podem reduzir significativamente ou até mesmo eliminar seus sintomas tipo SII.

Fonte: fodmapfriendly.com

Para as pessoas vivenciando sintomas da SII ou tipo SII, a redução da ingestão de alimentos ricos em FODMAP pode ajudar significativamente no controle destes sintomas.

"Uma dieta pobre em FODMAP é especificamente útil para SII, mas às vezes pessoas com outros problemas gastrointestinais, tais como a doença celíaca ou doença de Crohn podem encontrar alívio seguindo uma dieta de estilo semelhante pois SII pode muitas vezes andar de mãos dadas com essas doenças," McLeod disse HuffPost Austrália.

Alimentos ricos em FODMAP

Alimentos ricos em FODMAP são coisas que muitas vezes comemos todos os dias, fazendo com que seja difícil encontrar os causadores dos sintomas. Aqui estão os alimentos comuns de alta FODMAP.

"Dois dos mais comuns são o alho e cebola," disse McLeod. "Embora estes sejam muito saudáveis e importantes para as bactérias boas do intestino, pessoas com SII normalmente precisam ser muito cautelosos com alho e cebola. Para alguém que não tolera os frutanos presentes no alho ou na cebola, eles serão um problema.

"Alguns alimentos do dia a dia ricos em FODMAP são maçãs, peras, melancia, cogumelos, abacate, lentilhas, grão de bico, feijão, leite e iogurte, farelo, pão e massas".

Outros alimentos ricos em FODMAP incluem aspargos, alcachofras, bulbo de alho-poró, ervilhas, sais de cebola e alho, beterraba, couve-lombarda, aipo, milho verde, manga, nectarinas, pêssegos, ameixas e produtos de trigo e centeio.

Imaginando o que sobrou para comer? Não se preocupe, há montões.

"Quando estou trabalhando com clientes, gosta de focar no que podem comer, em vez de o que eles não podem, caso contrário pode parecer que não sobrou nada para comer," McLeod disse HuffPost Austrália.

Alimentos de baixo FODMAP

"Alguns alimentos realmente saudáveis de baixo FODMAP são blueberries, abacaxi, morangos, laranjas, kiwis, espinafre, tomate, cenoura e pepino."

Outros alimentos de baixo FODMAP incluem bananas, cranberries, uvas, tangerinas, laranjas, mamão, ruibarbo, abobrinha, acelga chinesa, berinjela, gengibre, alface, abóbora, a maioria das nozes e muitos mais.

"Sabendo o que pode comer, fica muito mais fácil. Por exemplo, você ainda pode comer seu peixe com vegetais, mas talvez um salmão com feijão verde e batata, ao invés de batata doce e cogumelos."

Verdina Anna
Frutas cítricas como tangerinas, limão, laranjas e lima são alimentos amigáveis de FODMAP.

Se você está lendo e pensando "Eu não posso viver sem manga", você não precisa. Uma dieta pobre em FODMAP não significa que nunca mais poderá comer esses alimentos.

"A dieta de baixo FODMAP é sobre aprender quais alimentos provocam os sintomas para não remover itens desnecessariamente. Uma vez que você aprende, passa a ser então sobre como lidar com isso," McLeod disse ao HuffPost Austrália.

"Não se trata de nunca consumir esses alimentos, se trata de reduzir a ingestão até você se sentir confortável.

Incluindo apenas um tipo de FODMAP por vez permite que as pessoas encontrem o que está causando seus sintomas.

De acordo com McLeod, a razão de haver uma certa tolerância com FODMAPs é porque SII não é como ter uma alergia a amendoins.

"Depende da quantidade então se você comer um pouco tudo bem, mas se comer muito os sintomas aparecem," disse o McLeod.

"Normalmente são apenas algumas coisas que as pessoas não podem tolerar, mas às vezes acontece de ter intolerância a todos eles. É azar."

"O que fazemos em nosso desafio FODMAP é remover todos os alimentos ricos em FODMAP por 2-4 semanas para ver se há alguma melhora nos sintomas. Uma vez que há uma melhora, começamos a fazer desafios semanais onde você introduz um tipo de FODMAP de cada vez."

Michael Blann
Não há um tratamento para SII, e os sintomas e causas são diferentes para cada indivíduo.

"Por exemplo, no desafio da lactose poderemos introduzir o leite ou no desafio da frutose você pode usar mel ou manga. Incluindo apenas um tipo de FODMAP por vez permite que pessoas entendam o que está causando seus sintomas. "

"Você volta para baixa FODMAP entre os desafios e quando terminar todos saberá ao que você reage ou quais os alimentos não causaram sintomas."

Graças aos meios de comunicação sociais e a mais pessoas estarem cientes de seus sintomas SII, a dieta pobre em FODMAP tem crescido em popularidade, ou seja, há mais suporte e menos isolamento.

"Temos muita sorte de viver em um mundo com tantas opções", disse McLeod. "Há um monte de outros alimentos disponíveis -- hoje em dia é muito fácil encontrar produtos sem glúten, sem trigo e sem lactose, que são pobres em FODMAP. Também há um número maior de pessoas que são capazes de ajudar os que necessitam de assistência.

"Sim, é cortar um monte de coisas, mas há muitas outras opções, também."

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost Austrália e traduzido do inglês.