NOTÍCIAS
31/05/2018 00:00 -03 | Atualizado 31/05/2018 14:31 -03

Copa da Rússia: Conheça mais das duas seleções novatas do Mundial 2018

Islândia e Panamá disputam competição pela primeira vez e chegam com ambições distintas.

Divulgação
Islândia fez bonito na última Eurocopa e também nas Eliminatórias, e pode surpreender na Copa da Rússia.

Duas das 32 seleções classificadas para a Copa da Rússia sentirão um friozinho extra na barriga quando a bola começar a rolar no dia 14 de junho: Islândia e Panamá.

Caçulas dessa edição do Mundial, as duas seleções disputarão um torneio desse porte pela primeira vez na história, e estão indo para a Rússia com aspirações distintas.

Enquanto o time europeu foi uma das gratas surpresas das Eliminatórias, se classificando em primeiro em uma chave que contava com Croácia, Turquia e Ucrânia, o Panamá deixou para trás os Estados Unidos, e se classificou na última rodada da Concacaf, graças a uma combinação improvável de resultados.

Conheça a seguir um pouco mais sobre as duas caçulas da Copa da Rússia e sobre o que esperar de cada uma delas na principal competição entre seleções do planeta.

Getty Images

ISLÂNDIA

Carisma é a melhor palavra para definir a seleção da Islândia. Acostumada a ser um verdadeiro 'saco de pancadas' para os rivais na Europa, a Islândia começou a mudar sua própria história na edição de 2016 da Eurocopa.

Em sua primeira participação no tradicional torneio, o simpático país, que conta com uma população inferior a 350 mil habitantes - a menor nação da história a participar de uma Copa do Mundo - chegou às quartas de final, com direito a eliminar a Inglaterra com uma vitória por 2 a 1.

Além do bom futebol, os islandeses conquistaram a simpatia de torcedores de todo o planeta durante a competição disputada na França pelo modo de interagir com as arquibancadas - uma dança ao estilo viking, coordenada entre jogadores e torcedores.

Na Copa do Mundo, depois de se classificar para a competição com 7 vitórias, 2 empates e somente uma derrota no Grupo I, a missão é complicada.

Os islandeses estão no Grupo D, ao lado da favorita Argentina, contra quem estreia no dia 16/6, da perigosa Nigéria (22/6) e da Croácia, seleção que deixou para trás em sua chave nas Eliminatórias (26/6). Será que a dança e o carisma da Islândia serão suficientes para uma nova surpresa?


Reprodução/Facebook

PANAMÁ

Os panamenhos, embora tenham surpreendido nas Eliminatórias da Concacaf, chegam para disputar sua primeira Copa do Mundo com expectativa bem mais baixa do que a outra estreante da edição 2018.

Segundo dados publicados pelo site alemão Transfermarket, especializado em negociações e valores de mercado de times e seleções, o Panamá é a equipe mais 'barata' da Copa da Rússia, avaliada somente em US$ 12 milhões (R$ 39 milhões, aproximadamente). Para efeitos de comparação, a Seleção Brasileira tem seu preço estimado em quase R$ 4 bilhões.

Divulgação

Os principais destaques da equipe são o lateral-esquerdo Ismael Diaz (foto acima), que passou pelo Porto, de Portugal, e que hoje joga na Terceira Divisão da Espanha, o meia Ricardo Ávila, atualmente no futebol belga, e o zagueiro Román Torres, que atua no futebol dos Estados Unidos.

Ironicamente foi dele o gol que tirou dos norte-americanos a chance de disputar a Copa da Rússia e garantiu a inédita vaga ao Paraná, na última rodada das Eliminatórias da Concacaf, em duelo vencido pelos panamenhos por 2 a 1 contra a Costa Rica.

Veja um pouco mais sobre a Seleção do Panamá no vídeo abaixo.