NOTÍCIAS
18/05/2018 09:28 -03 | Atualizado 15/06/2018 20:47 -03

Os perigos que a Suíça pode oferecer no 1º jogo da Seleção Brasileira na Copa da Rússia

Neste domingo (17), a Seleção de Tite terá um rival complicado na estreia do Mundial.

Divulgação/Fifa
Suíça, primeira rival do Brasil na Copa da Rússia, ocupa o 6º lugar no ranking de seleções da Fifa.

Falta pouco. Muito pouco. Neste domingo (17), a Seleção Brasileira dá início à caminhada na busca pelo hexa na Copa da Rússia diante da Suíça, na Arena Rostov, a partir das 15 horas.

O adversário, apesar de não ter tanta tradição quanto outras seleções europeias como Alemanha, Bélgica, França ou Inglaterra, merecerá atenção especial dos comandados de Tite para que o primeiro obstáculo seja superado sem grandes sustos.

Dona de uma excelente campanha nas Eliminatórias Europeias, com direito a 8 vitórias consecutivas e 90% de aproveitamento, a Suíça ocupa hoje o 6º lugar no ranking da Fifa, atrás apenas de Alemanha, Brasil, Bélgica, Portugal e Argentina.

Reprodução/Pinterest
Shaqiri é capaz de desequilibrar jogos a favor da Suíça. Olho nele, Brasil.

O time conta com um forte sistema defensivo e um articulador de jogadas capaz de definir partidas em apenas um lance: Xherdan Shaqiri.

Canhoto, o número 23 da seleção, que atua pelo inglês Stoke City, tem em sua perna esquerda uma arma letal, que certamente exigirá empenho máximo de Casemiro, Paulinho ou qualquer um que tenha a função de marcá-lo no duelo do dia 17.

Além do meia Shaqiri, o time dirigido por Vladimir Petkovic aposta na boa geração de goleiros - Roman Burki, Yann Sommer e Marwin Hitz, todos titulares em times da Alemanha - e em atletas que atuam em grandes clubes europeus, como Granit Xhaka, meia do Arsenal, para manter o bom retrospecto em estreias, agora diante do Brasil.

Retrospecto recente

Presentes nas 3 últimas edições de Copa do Mundo, os suíços ainda buscam uma campanha marcante na competição. Em 2014 caíram diante da Argentina nas oitavas de final, em jogo decidido na prorrogação. Quatro anos antes, na África do Sul, não passaram da primeira fase. Já em 2006, na Copa da Alemanha, foram para casa após derrota diante da Ucrânia, nos pênaltis, nas oitavas de final.

Na Copa de 2006 a Suíça iniciou sua caminhada com um empate sem gols diante da França, que terminou o torneio como vice-campeã. Em 2010, fez como vítima a Espanha (que terminou campeã) em seu primeiro jogo (1 a 0). Em 2014, o início também foi positivo, com uma vitória por 2 a 1 sobre o Equador.